Notícias

06 Abril de 2017

Tecnovates é tema de reunião-almoço na Acil

Tecnovates é tema de reunião-almoço na Acil

Postado as 2017-04-06 16:43:48

Por Artur Dullius

O Parque Científico e Tecnológico da Univates - Tecnovates foi o tema da reunião-almoço realizada pela Associação Comercial e Industrial de Lajeado (Acil) nesta quinta-feira, dia 06. O assunto foi debatido pelo reitor da Univates, Ney Lazzari, pela diretora de Inovação e  Sustentabilidade, Simone Stülp, e pelo professor Renato de Oliveira. O evento foi realizado no Salão de Eventos da Acil e contou com a presença de empreendedores e autoridades regionais.
 
No encontro, os representantes da Instituição apresentaram o Tecnovates em abordagem que envolveu o ambiente de inovação e sua relação com o desenvolvimento regional. As estruturas, indicadores e projetos de pesquisa e desenvolvimento também foram expostos, bem como as oportunidades de parceria universidade-empresa. Além disso, foram exibidos os projetos e as perspectivas futuras da área de inovação da Univates.
 
Em sua fala, Lazzari salientou as perspectivas da transformação da Univates em Universidade, que, segundo ele, deve ocorrer ainda em 2017. O reitor lembrou também da recente avaliação positiva dos cursos de Fotografia e Medicina, que obtiveram notas 4 e 5, respectivamente, em avaliação realizada pelo Ministério da Educação (MEC). “O resultado do curso de Medicina nos dá a possibilidade de aumentarmos o número de vagas oferecidas, que hoje é de 25 por semestre”, afirma. Segundo ele, a Instituição trabalha também na implementação de dois novos cursos de graduação, sendo um deles o de Engenharia Biomédica, em parceria com uma universidade de Xangai, na China.
 
Dando enfoque às atividades de inovação, a diretora de Inovação e Sustentabilidade afirmou que um ecossistema de inovação está fundamentado em um trabalho conjunto entre os diferentes setores da sociedade, que buscam alavancar a inovação dentro de uma região ou área. “Quando falamos em inovação, falamos no processo de criar novas ideias e colocá-las em prática. Precisamos pensar com os olhos do mundo, do que será tendência no futuro”, afirma Simone.
 
A diretora deu destaque também à trajetória do Tecnovates, que foi inaugurado em 2010 e conta hoje com a maior usina solar do Rio Grande do Sul, tornando-se energeticamente sustentável. Segundo Simone, o Parque conta atualmente com 20 empresas instaladas, além de 18 parcerias com instituições públicas e 13 com instituições privadas. Durante o período foram mais de 500 empregos gerados e R$ 37 milhões investidos, sendo  R$ 23 milhões provenientes da Univates e  R$ 14 milhões de recursos públicos. 
 
Por fim, Oliveira ressaltou a importância da inovação no mercado empreendedor. Segundo ele, para uma empresa vencer a concorrência, é preciso atentar para o desenvolvimento do mercado e inovar diante dessas mudanças. “A inteligência é a grande diferença do mercado atual. Percebemos bem as regiões que possuem economia baseada no trabalho (braçal) e as regiões que possuem economia baseada no conhecimento,” conclui.
 
Texto: Artur Dullius
Ney Lazzari, Simone Stülp e Renato de Oliveira abordaram o assunto durante o evento

Artur Dullius

Ney Lazzari, Simone Stülp e Renato de Oliveira abordaram o assunto durante o evento

Artur Dullius

Ney Lazzari, Simone Stülp e Renato de Oliveira abordaram o assunto durante o evento

Artur Dullius

Ney Lazzari, Simone Stülp e Renato de Oliveira abordaram o assunto durante o evento

Artur Dullius

Ney Lazzari, Simone Stülp e Renato de Oliveira abordaram o assunto durante o evento

Artur Dullius

Clique para ampliar