A MODELAGEM MATEMÁTICA COMO PROPOSTA DE ENSINO: PLANTIO DE ALFACES, UMA PRÁTICA COM ALUNOS DO 3º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL

Daniela Brunetto Moreira Cesar, Lawrence Mota Galvão, Márcia Fleck Valduga, Ítalo Gabriel Neide, Márcia Jussara Hepp Rehfeldt

Resumo


Este artigo relata uma atividade de Modelagem Matemática, na perspectiva de estratégia de ensino, aplicada em uma turma de terceiro ano do Ensino Fundamental, de uma escola da rede pública situada em um dos municípios da Região da Serra Gaúcha. Com o objetivo de tornar o processo de ensino prático e significativo, utilizou-se uma situação do cotidiano dos alunos, relacionada ao tema “Alimentação Saudável”, cuja proposta era responder ao seguinte questionamento: Quantas mudas de alface serão necessárias para o preenchimento total de um canteiro? Neste problema, a modelagem matemática se apresentou como uma possibilidade de aprimorar técnicas e estratégias no que diz respeito ao ensino da matemática. A partir da análise desta atividade, permite-se proferir a evidência de características como o interesse, motivação e empenho por parte dos alunos, que a partir da resolução do problema proposto, produziram modelos matemáticos que corroboram a defesa desta potencial estratégia de ensino.

Palavras-chave


Modelagem Matemática. Medidas. Alfaces. Canteiro. Horta escolar.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.22410/issn.2176-3070.v10i4a2018.2083

Direitos autorais 2019 Daniela Brunetto Moreira Cesar

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Tradução automática: