ANÁLISE DE ÁGUA SUPERFICIAL PARA CONSUMO HUMANO EM UM MUNICÍPIO DO RIO GRANDE DO SUL

Fábio Fernandes Koch, Carla Kauffmann, Jonas Bernardes Bica, Fernanda Scherer Adami, João Francisco Stevens, Claudio Luiz Eckhard, Luana Gabriela Marmitt, Eniz Conceição de Oliveira

Resumo


O objetivo do presente estudo foi identificar a qualidade da água destinada ao consumo humano em um município gaúcho relacionando parâmetros físico-químicos e microbiológicos em conformidade com a Portaria do Ministério da Saúde (MS) nº 2914, de 12 de dezembro de 2011. As amostras de água foram submetidas a análises físico-químicas: potencial hidrogeniônico, cor, turbidez, condutividade, dureza, carbono orgânico, carbono inorgânico, nitrogênio, fluoreto, cloreto, nitrato e sulfato e análises microbiológicas: contagem total de heterotróficos, de coliformes totais e de coliformes termotolerantes. Todas as amostras apresentaram resultado de turbidez, cor, coliformes totais, coliformes termotolerantes e bactérias heterotróficas acima do padrão legal vigente. Conclui-se com este estudo que as águas testadas apresentam-se inadequadas ao consumo humano.

Palavras-chave


águas de superfícies; microbiologia da água; poluentes da água; saúde pública

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.22410/issn.1983-0882.v14i1a2017.1398

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Fábio Fernandes Koch, Carla Kauffmann, Jonas Bernardes Bica, Fernanda Scherer Adami, João Francisco Stevens Francisco Stevens, Claudio Luiz Eckhard, Luana Gabriela Marmitt, Eniz Conceição de Oliveira

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Tradução automática: