ALTERNATIVAS TERAPÊUTICAS CONTRA A AIDS DESENVOLVIDAS A PARTIR DA BIOTECNOLOGIA NO BRASIL

Vitória Ingrid Christina da Silva Pequeno Baptista, Marcos Montani Caseiro, Cleide Barbieri de Souza

Resumo


Mundialmente, desde a década passada, houve grandes avanços nas pesquisas biotecnológicas direcionadas a diferentes alternativas terapêuticas contra a AIDS (Síndrome da Imunodeficiência Adquirida), visando a melhora da condição de vida do paciente. Deste modo, a biotecnologia vem cada vez mais se destacando nesta linha de pesquisa. Apesar de outros países possuírem um maior incentivo financeiro para o desenvolvimento de tais pesquisas resultando em uma maior evidência na comunidade científica. O Brasil tem ganhado cada vez mais espaço, bem como estímulos das agências de fomentos à pesquisa, visando o desenvolvimento de inovações biotecnológicas em várias instituições de pesquisas brasileiras, as quais estão grandemente contribuindo nos avanços sobre as alternativas terapêuticas contra a AIDS. Para tanto, o objetivo deste trabalho é descrever o desenvolvimento de novas alternativas terapêuticas realizadas pelas instituições de ensino e pesquisa do Brasil onde utiliza a biotecnologia ao combate contra o vírus da AIDS.

Palavras-chave


biotecnologia, terapêutica, HIV, AIDS, instituições de ensino do Brasil.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.22410/issn.1983-0882.v14i2a2017.1371

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Vitória Ingrid Christina da Silva Pequeno Baptista, Marcos Montani Caseiro, Cleide Barbieri de Souza

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Tradução automática: