A HIDROTERAPIA NAS ALTERAÇÕES FÍSICAS E COGNITIVAS DE CRIANÇAS AUTISTAS: UMA REVISÃO SISTEMÁTICA

Ana Paula Borges, Vanessa Nazare Silva Martins, Victoria Brioso Tavares

Resumo


Introdução: Através dos efeitos fisiológicos dos princípios físicos da água e do exercício físico a hidroterapia é uma terapia aplicável aos distúrbios motores e cognitivos, trazendo ainda componente lúdico e estimulante, tornando-se viável no processo de reabilitação das crianças autistas. Objetivo: Identificar os benefícios descritos da hidroterapia nos aspectos físicos e cognitivos em crianças com autismo através de revisão sistemática. Métodos: No período de outubro a dezembro de 2015, realizou-se uma revisão bibliográfica nas publicações indexadas nas bases de dados SCIELO, Pubmed e LILACS, priorizando publicações no período de 2005 a 2015. Resultados: Foram encontrados um total de 26 artigos relacionados aos dois distúrbios na pesquisa inicial. A partir dos critérios de inclusão e exclusão foram analisados 4 ensaios clínicos. Conclusão: A hidroterapia é de grande valia para pacientes autistas devido ao melhoramento na flexibilidade, força muscular, funcionalidade, relação social e relação com a água. A combinação destes benefícios se reflete na qualidade de vida destes pacientes.

Palavras-chave


Comunicação, Pediatria, Tratamento

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.22410/issn.1983-0882.v13i3a2016.1162

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Ana Paula Borges, Vanessa Nazare Silva Martins, Victoria Brioso Tavares

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Tradução automática: