Projetos de pesquisa

PPGSAS

Título do projeto: Direito à (in)formação ambiental: propostas participativas para uma visão crítico-reflexiva da legislação ambiental no contexto da agroecologia
Coordenação: Luciana Turatti
Voluntários(as):

Bianca Corbellini Bertani
Jane M. Mazzarino
Ana Christina Konrad
Alvaro Sanchez Bravo


Bolsistas:

1 bolsa UNIVATES


Fontes Financiadoras:

Centro Universitário UNIVATES


Resumo:

O presente projeto se propõe a investigar os processos de sentidos construídos pelos agroecologistas do Rio Grande do Sul, Brasil, quando da interpretação da legislação ambiental vigente, a partir do emprego de propostas participativas e de um olhar crítico-reflexivo, como forma de promoção da democratização dos processos de comunicação. O público alvo é formado por agroecologistas do Rio Grande do Sul, representados pelo Grupo de Agroecologistas do Forqueta no município de Arroio do Meio e dos participantes da feira ecológica de Porto Alegre. A escolha destes grupos ocorreu pelo fato destes já se encontrarem consolidados no mercado de produtos agroecológicos. Com o andamento do projeto pretende-se responder aos seguintes questionamentos: Os sentidos construídos pelos agroecologistas do Rio Grande do Sul acerca da legislação ambiental vigente contemplam um olhar crítico-reflexivo quando da sua implementação? Os agroecologistas conhecem e aplicam a legislação ambiental de regência?.


Título do projeto: Modelagem, análise espacial e diretrizes para ocupação de áreas suscetíveis a enxurradas e corridas de detritos na bacia hidrográfica do Rio Forqueta, RS.
Coordenação: Guilherme Garcia de Oliveira
Voluntários(as):

Dr. Claus Haetinger
Dra. Claudete Rempel
Ma. Alice Rauber Gonçalves
Me. Augusto Alves
Me. Rafael Rodrigo Eckhardt
Carolina Jung Heinen
Fabiane Gerhard
Vanessa Hentges

 


Bolsistas:

1 bolsa Univates - Taísa Flores 


Fontes Financiadoras:

Centro Universitário UNIVATES


Resumo:

O objetivo deste projeto de pesquisa é realizar a modelagem das áreas suscetíveis a enxurradas e corridas de detritos na bacia hidrográfica do rio Forqueta, buscando analisar os fenômenos e os impactos desses desastres naturais nas atividades humanas. Por fim, busca-se propor diretrizes para uma ocupação mais sustentável das áreas frequentemente atingidas a partir de uma carta de aptidão do uso da terra, visando reduzir os custos envolvidos em cada evento extremo hidrometeorológico.


Título do projeto: Sistemas de Produção e Consumo: um olhar integrado sobre os alimentos orgânicos
Coordenação: Marlon Dalmoro
Pesquisador(a):

Wolmir José Böckel


Bolsistas:

3 bolsas Univates


Fontes Financiadoras:

- Centro Universitário UNIVATES
- Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)


Resumo:

O mercado tem sido compreendido como uma unidade de análise que congrega diversas práticas, que vão desde a produção até o consumo, envolvendo um conjunto de agentes e técnicas. Isto o qualifica como um lugar de encontro e intermediação de aspectos culturais, sociais, econômicos e materiais. Reconhece-se que a compreensão da produção, comercialização e consumo de alimentos orgânicos exige um olhar integrado e interdisciplinar. Para tanto, o presente projeto tem como objetivo analisar o mercado de alimentos orgânicos, na amplitude de sua estrutura, que envolve desde a produção até o consumo, sob uma perspectiva cultural, tecnológica e estratégica. Especificamente, foca-se no mercado de suco de uva orgânica, englobando três níveis de agentes: (1) setor primário (produtores); (2) a empresa produtora focal; e (3) consumidores. O estudo será operacionalizado por meio de duas frentes de atuação complementares: gestão e desenvolvimento tecnológico. A coleta e análise de dados envolvem entrevistas, análises documentais e pesquisas laboratoriais. Os resultados almejam contribuir tanto no âmbito técnico/gerencial quanto no âmbito social, por meio de uma compreensão interdisciplinar e integrada das características dos alimentos orgânicos quanto das práticas de produção e consumo que ocorrem neste mercado.


PPGECE e PPGENSINO

Título do projeto: A escola e as novas configurações da contemporaneidade: a voz dos estudantes concluintes do Ensino Médio e Fundamental
Coordenação: Dra. Suzana Feldens Schwertner
Pesquisador(a):

Dra. Suzana Feldens Schwertner
Dra. Ieda Maria Giongo
Dra. Angélica Vier Munhoz


Voluntários(as):

Ma. Claudia Inês Horn


Bolsistas:

- 1 bolsa Fapergs

- 1 bolsa CNPq EM


Mestrandos:

Daniela Diesel

Daniela Weber


Fontes Financiadoras:

- Centro Universitário UNIVATES
- Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul (FAPERGS)
- Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)


Resumo:

Configurando-se como uma ação do projeto de pesquisa intitulado Ciências Exatas na Escola Básica, (Centro Universitário UNIVATES) que tem como objetivo produzir uma discussão no campo do currículo, a partir de autores como Michel Foucault e Ludwig Wittgenstein, o presente projeto busca compreender como a instituição escolar situa-se frente aos novos espaços e as diferentes configurações sociais e políticas da contemporaneidade, tomando como base os estudos Pós-estruturalistas e a Filosofia da diferença.


Título do projeto: Ciências Exatas da Escola Básica ao Ensino Superior
Coordenação: Dra. Ieda Maria Giongo
Pesquisador(a):

Dra. Ieda Maria Giongo
Dra. Angélica Vier Munhoz
Dra. Márcia Jussara Hepp Rehfeldt
Dra. Marli Teresinha Quartieri
Dra. Sônia Elisa Marchi Gonzatti
Dra. Suzana Feldens Schwertner
Dra. Jane Herber
Ma. Cristiane Antônia Hauschild


Voluntários(as):

Ma. Ana Paula Krein Müller
Ma. Fabiane Olegário
Ma. Cláudia Inês Horn
Ma. Claudia Schvingel
Ma. Janaína de Ramos Ziegler
Ma. Fernanda Eloisa Schmitt
Maria Helena Hermann
André Gerstberger


Bolsistas:

- 2 bolsas Univates

- 1 bolsa CNPq

- 2 bolsa Fapergs


Mestrandos:

Tatiane Cristina Bernstein
Elise Cândida Dente
Ludmila Maccali


Fontes Financiadoras:

- Centro Universitário UNIVATES
- Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal do Ensino Superior (CAPES)
- Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul (FAPERGS)
- Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)


Resumo:

A pesquisa Ciências Exatas da Escola Básica ao Ensino Superior objetiva, centralmente, promover movimentos e ruptura no currículo escolar das disciplinas de Matemática, Química e Física usualmente presente nas escolas de educação básica e em cursos de ensino superior. Atualmente, está dividida em seis dimensões: A escola e as novas configurações da contemporaneidade: a voz de estudantes concluintes do Ensino Médio e Fundamental; Impactos de oficinas de formação continuada em Escolas de Educação Infantil e Anos Iniciais do Vale do Taquari; Educação matemática e o dispositivo da Tecnocientificidade (em parceria com o Grupo GIPEMSUnisinos); As matemáticas que emergem em práticas laborais de um grupo de engenheiros e seus entrecruzamentos com as disciplinas de Cálculo; Despertando a vocação científica em um grupo de estudantes da Escola Básica do Vale do Taquari e Estratégias metodológicas visando à inovação e reorganização curricular no campo da educação matemática no ensino fundamental. Tendo como referencial teórico, estudos que enfocam o currículo escolar frente às novas configurações na contemporaneidade, as ações, distribuídas nas distintas dimensões abarcam, dentre outros, estudos teóricos, oferta de cursos de formação de professores, realização de entrevistas, acompanhamento de práticas pedagógicas e laborais e análise de documentos.


Título do projeto: Estratégias metodológicas visando à inovação e reorganização curricular no campo da Educação Matemática no Ensino Fundamental
Coordenação: Dra. Ieda Maria Giongo
Pesquisador(a):

Dra. Ieda Maria Giongo
Dra. Angélica Vier Munhoz
Dra. Marli Teresinha Quartieri
Dra. Márcia Jussara Hepp Rehfeldt


Voluntários(as):

Ma. Janaína de Ramos Ziegler
Ma. Fernanda Eloisa Schmitt
André Gerstberger


Bolsistas:

Pós-Doutoranda:

Dra. Ana Cristina Ghislene

Professoras da Rede Pública bolsistas CAPES:
Mara Oliveira de Azevedo
Evandra Bottega
Ivanir Maria Lucca Weber
Viviane Brune
Marisa Cristina Görgen
Graciela Fleck


Mestrandos:

Tatiane Cristina Bernstein
Elise Cândida Dente
Ludmila Maccali


Fontes Financiadoras:

- Centro Universitário UNIVATES
- Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal do Ensino Superior (CAPES)


Resumo:

Esta proposta de investigação tem por objetivo problematizar e propor estratégias metodológicas com vistas à inovação e reorganização curricular na disciplina Matemática em seis escolas públicas de Educação Básica do Vale do Taquari, RS, que possuem considerável distância entre o IDEB relativo à 4ª série/5º ano e 8ª série/9º ano. A investigação terá caráter quantitativo-qualitativo pois, além de operar com índices das avaliações externas (SAEB e Prova Brasil) e internas (simuladas pela equipe), serão feitas observações das aulas de Matemática, análise de currículos, discussões com professores e discentes por meio da técnica de grupo focal, entrevistas semiestruturadas e questionários. Paralelamente, serão realizados estudos coletivos de algumas tendências no âmbito da Educação Matemática via cursos de formação continuada - Modelagem Matemática, Etnomatemática e Investigação Matemática - efetivados conjuntamente com os mestrandos, bolsistas de Iniciação Científica e docentes na sede das escolas. A partir de tais estudos, pretende-se que os educadores das escolas parceiras implementem em suas turmas as propostas metodológicas estudadas, orientados pelos colegas bolsistas de escola e mestrandos. Ademais, os alunos e docentes serão entrevistados com o propósito de verificar as implicações dessas metodologias nos processos de ensino e de aprendizagem da Matemática. Espera-se que tais ações sejam produtivas aos processos de ensino e de aprendizagem da Matemática e aumentem o IDEB dos educandários pesquisados, além de diminuir a distância entre o índice dos Anos Iniciais e Finais do Ensino Fundamental.


Título do projeto: Experimentos interativos nos Anos Iniciais do Ensino Fundamental oportunizando o despertar do espírito científico
Coordenação: Marli Teresinha Quartieri
Pesquisador(a):

Marli Teresinha Quartieri

Maria Madalena Dullius

Italo Gabriel Neide

Miriam Inês Marchi


Voluntários(as):

Adriana Belmonte Bergmann

Andréia Spessato de Maman

Vanessa Reginatto


Mestrandos:

Ana Paula Dick


Fontes Financiadoras:

- Centro Universitário UNIVATES

- Edital CNPq/INSTITUTO TIM Nº 02/2015


Resumo:

O projeto intitulado “Experimentos interativos nos Anos Iniciais do Ensino Fundamental oportunizando o despertar do espírito científico” tem por objetivo despertar o espírito científico, a curiosidade e o gosto pelas Ciências Exatas, nos Anos Iniciais do Ensino Fundamental, por meio de atividades que visem à difusão e popularização das ciências, tendo como foco o tema luz. Serão desenvolvidas três ações: cursos de formação continuada; produção de um kit experimento para distribuição nas escolas e de um livro paradidático na forma impressa e online; e, o evento denominado “Aprender Experimentando Junior”. Os cursos de formação continuada serão destinados para professores dos Anos Iniciais do Ensino Fundamental, de escolas do Vale do Taquari/RS, com o objetivo de explorar experimentos interativos da área de Ciências Exatas os quais poderão ser desenvolvidos na prática pedagógica dos professores participantes. Por meio dos materiais que comporão o kit experimento os docentes poderão efetivar experimentos em sua sala de aula, em particular aqueles relacionados ao tema luz. No livro paradidático serão apresentadas atividades experimentais com instruções e referencial teórico, podendo servir de suporte para o professor em sua prática pedagógica. O “Aprender Experimentando Junior”, destinado aos alunos dos Anos Iniciais das escolas de trinta e seis municípios, será realizado em outubro de 2016 e outubro de 2017. Neste evento, os participantes terão a oportunidade de serem cientistas por algumas horas, pois serão convidados a manipular, observar, analisar, explicar, interpretar, prever e compreender alguns experimentos selecionados, focando o tema luz, sob orientação de bolsistas e professores. Espera-se com estas ações contribuir para a melhoria dos processos de ensino e de aprendizagem na área de Ciências Exatas nos Anos Iniciais.


Título do projeto: Impactos de oficinas de formação continuada em Escolas de Educação Infantil e Anos Iniciais do Vale do Taquari
Coordenação: Dra. Ieda Maria Giongo
Pesquisador(a):

Dra. Ieda Maria Giongo
Dra. Marli Teresinha Quartieri
Dra. Sônia Elisa Marchi Gonzatti
Dra. Jane Herber


Voluntários(as):

Ma. Ana Paula Krein Muller
Maria Helena Hermann


Bolsistas:

3 bolsas


Fontes Financiadoras:

- Centro Universitário UNIVATES
- Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul (FAPERGS)


Resumo:

A pesquisa intitulada “Ciências Exatas da Escola Básica ao Ensino Superior” tem como propósito central problematizar o currículo da área das Ciências Exatas (Matemática, Química e Física), promovendo movimentos de ruptura nas práticas pedagógicas relativas a esse campo do conhecimento. Neste sentido, uma das ações está diretamente vinculada aos processos de ensino e de aprendizagem das Ciências Exatas nos Anos Iniciais do Ensino Fundamental. E como questão central de investigação: Em que aspectos as atividades problematizadas nos encontros com professores favorecem o envolvimento e a aprendizagem dos estudantes na perspectiva da alfabetização científica? Neste contexto, o grupo de investigadores já desenvolve encontros de formação continuada, em particular, em uma escola de Ensino Fundamental, voltados à discussão de temas vinculados às Ciências Exatas com professores dos Anos Iniciais. O foco é a problematização teórico-metodológica de conceitos e estratégias no ensino de Ciências Exatas, geralmente incluídos nos currículos deste nível de ensino. Assim, a pesquisa é de cunho qualitativo com enfoque em estudo de caso. Durante os encontros serão realizadas gravações e entrevistas semi-estruturadas com o objetivo de analisar os avanços e as dificuldades enfrentadas pelos docentes nas situações de aprendizagem problematizadas. Além disso, é intuito filmar algumas aulas dos professores para observar as reações dos alunos durante o desenvolvimento de atividades. Espera-se que as experiências vivenciadas durante os encontros de formação continuada sejam válidas e significativas tanto para os docentes como para os discentes.


Título do projeto: Iniciação à Pesquisa, Tics e Ensino: do Sul ao Norte e Nordeste do Brasil
Coordenação: Dr. Rogério José Schuck
Pesquisador(a):

Dr. Rogério José Schuck
Dra. Silvana Neumann Martins
Dra. Jacqueline Silva da Silva
Dra. Miriam Ines Marchi
Dra. Andreia Aparecida Guimarães Strohschoen
Dra. Maria Isabel Lopes
Me. Derli Juliano Neuenfeldt


Voluntários(as):

Ma. Mariângela Costa Schneider
Ma. Tânia Micheline Miorando
Me. Fabrício Agostinho Bagatini


Bolsistas:

- 3 bolsas Univates

- 2 bolsas Fapergs 


Mestrandos:

Aline Diesel
Daniela Diesel
Diogenes Gewer


Fontes Financiadoras:

- Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal do Ensino Superior (CAPES)
- Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul (FAPERGS)
- Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)


Resumo:

Com a chegada de novas ferramentas tecnológicas de comunicação e informação, os processos de ensino e de aprendizagem sofreram rápida e profunda mudança na virada do século XX para o XXI. Nesse cenário, ganhou destaque o uso da internet, em especial o aumento da velocidade com que se dá, em geral, o acesso aos referenciais teóricos e à variada gama de aspectos informativos, assim como os impactos desta questão na postura diante da iniciação à pesquisa. Durante o primeiro semestre de 2013 o grupo de pesquisa INICIAÇÃO À PESQUISA, TICs E ENSINO: DO SUL AO NORTE E NORDESTE DO BRASIL, ligado ao Programa de Pós-Graduação em Ensino da Univates – PPGEnsino, coletou dados junto a estudantes que estudam em regime modular em um Mestrado em Ensino de Ciências Exatas. O foco da pesquisa se voltou para a presença das ferramentas tecnológicas e o uso destas no auxílio ao trabalho nas aulas, assim como a postura e resultados do trabalho dos mestrandos junto aos seus alunos. Os mestrandos, sujeitos desta pesquisa, desenvolvem seu trabalho no Rio Grande do Sul, em Roraima e Petrolina/BRA. Nesse sentido, ao buscar verificar o processo de iniciação à pesquisa e ensino junto a docentes e discentes do Ensino Superior e da Educação Básica, em 2013a pesquisa também visou identificar quais os instrumentos que os alunos dispõem para desenvolver suas investigações e trabalhos. Trata-se de uma pesquisa qualitativa, caracterizando-se como sendo um estudo descritivo e de campo. Resultados preliminares apontam para o crescente uso do computador nas estratégias de ensinar e de aprender, tanto por parte do mestrando em seu processo de ensino e aprendizagem, como por parte dos alunos deste, porém sem abandonar o livro impresso e o Laboratório de Ensino. Em contraposição, os professores percebem que as denominadas “disciplinas tradicionais” resistem à mudança e ainda permanecem presas a um modelo de ensinar limitado a estratégias de transmissão de conteúdos em salas de aula. Diante deste cenário, para 2014 e 2015, a pesquisa buscará investigar processos de ensino, iniciação à pesquisa e concepções de ciência que permeiam as práticas pedagógicas de docentes do Ensino Superior e da Educação Básica.


Título do projeto: Inserção de recursos computacionais na Educação Básica nas áreas da Matemática e Física e suas implicações nos processos de ensino e de aprendizagem
Coordenação: Dra Marli Teresinha Quartieri
Pesquisador(a):

Dra Maria Madalena Dullius

Dr Italo Gabriel Neide

Dra Adriana Belmonte Bergmann


Voluntários(as):

Teresinha Aparecida Faccio Padilha

Fabiane Maria Dastch

Andreia Spessatto de Maman


Mestrandos:

Romildo Cruz


Fontes Financiadoras:

CNPq Edital MCTI/CNPq No 14/2013 - Chamada Universal


Resumo:

Em meio às facilidades de acesso aos diferentes recursos computacionais que encontramos hoje, torna-se imprescindível que a escola faça uso deles como uma possibilidade de tornar o ensino um processo mais dinâmico. Nesse contexto, pretende-se investigar as implicações da inserção dos recursos computacionais nos processos de ensino e de aprendizagem da Matemática e da Física na Educação Básica e disseminar os resultados visando a contribuir para inovações no ensino. O desenvolvimento da pesquisa seguirá pressupostos da pesquisa-ação. Para a coleta de dados, serão utilizados questionários, entrevistas, relatórios de professores, filmagens de aulas, além de gravações de discussões. Acredita-se que os resultados desta pesquisa poderão fomentar a inserção dos recursos computacionais nas aulas de Matemática e de Física da Educação Básica, tornando-as mais dinâmicas e interativas aos alunos e, aos professores, oferecer novas possibilidades para o seu fazer pedagógico.


Título do projeto: Mestrados Profissional para a Formação de Docentes: um locus de (re)construção e de aprendizagem
Coordenação: Dra. Silvana Neumann Martins
Pesquisador(a):

Dra. Silvana Neumann Martins
Dra. Miriam Ines Marchi
Dr. Rogério José Schuck
Dra. Jacqueline Silva da Silva
Dra. Andreia Aparecida Guimarães Strohschoen


Voluntários(as):

Dra. Grasiela Kieling Bublitz
Ma. Kári Lúcia Forneck
Ma. Mariângela Costa Schneider


Bolsistas:

3 bolsas Univates

3 bolsistas FAPERGS (BICs) e 1 CNPq(BITI)


Mestrandos:

Aline Diesel
Diógenes Gewehr
Elisabete Penz Beuren
Alda Santos Baldez
 


Fontes Financiadoras:

- Centro Universitário UNIVATES
- Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul (FAPERGS)
- Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)


Resumo:

As ações propostas neste projeto têm como objetivo dar continuidade, num período de 3 anos, à pesquisa Mestrados para a Formação de Docentes: um locus de (re) construção e de aprendizagem. Nesse período de continuidade, a pesquisa pretende responder à seguinte problemática: Como Mestrados em Ensino e Cursos de Licenciaturas da Univates contribuem na (re) construção de profissionais autônomos, empreendedores e gestores, capazes de diagnosticar, propor e avaliar soluções para problemas? Na tentativa de responder à questão norteadora, a pesquisa pretende investigar contribuições de Programas de Pós-Graduação em Ensino e Licenciaturas da Univates, na formação e na atuação de seus alunos, percebendo de que forma os profissionais, formados ou em formação, desenvolvem, no seu espaço de atuação,  práticas (pedagógicas ou gestoras) empreendedoras e inovadoras, norteadas por metodologias ativas. Cabe salientar, que um dos objetivos dos Mestrados da Univates é “ampliar os espaços de investigação e de produção na área do ensino”. Como se sabe, muitas vezes, o profissional da educação necessita exercer cargos de gestão, e é por essa razão que a pesquisa voltar-se-á, também, para os profissionais formados, ou ainda em formação, que estão ocupando cargos administrativos em suas instituições, com o objetivo de verificar se os Programas de Mestrado e os Cursos de Licenciaturas da Univates estão contribuindo no preparo desses para assumir a gestão na educação. Os sujeitos participantes serão alunos formados ou em formação dos Programas de Pós-Graduação em Ensino de Ciências Exatas – PPGECE e em Ensino – PPGEnsino; e dos Cursos de Licenciaturas da Univates. Além desses, ainda serão entrevistados alunos, funcionários e gestores das instituições envolvidas na pesquisa. As informações serão obtidas através de entrevistas semiestruturadas e observações realizadas nas instituições onde os pesquisados estão atuando. A investigação terá abordagem qualitativa, de cunho documental, aproximando-se ao Estudo de Caso. O tratamento das informações seguirá as orientações da Análise Textual Discursiva - ATD - que prevê a desconstrução dos textos e a organização dos elementos em unidades de análise ou unidades de sentido ou de significado. Os resultados da análise serão discutidos com todos os atores do processo e poderão fundamentar a elaboração de artigos científicos, produções técnicas, orientar eventuais propostas de reestruturação curricular e o contínuo aperfeiçoamento dos cursos desenvolvidos na Univates. Enfim, esta pesquisa de continuidade está voltada para realizar um acompanhamento sistemático das repercussões dos cursos na sociedade, verificando se os profissionais em formação ou já formados pelos Mestrados e Licenciaturas da Univates, estão comprometidos com o próprio desenvolvimento profissional e com os desafios da educação atual.


Título do projeto: Tendências no Ensino
Coordenação: Dra. Maria Madalena Dullius
Pesquisador(a):

Dra. Maria Madalena Dullius
Dra. Marli Teresinha Quartieri
Dr. Italo Gabriel Neide
Dra. Adriana Belmonte Bergmann


Voluntários(as):

Teresinha Faccio Padilha
Fabiane Maria Datsch
Elisabete Bersch


Bolsistas:

- 7 bolsas Univates

- 2 bolsa CNPq

- 5 bolsa Fapergs


Mestrandos:

Neiva Althaus
Giane Maris Eidelwein
Ana Paula Dick
Romildo Pereira da Cruz


Fontes Financiadoras:

- Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul (FAPERGS)
- Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)


Resumo:

Estudos apontam que a metodologia dominante no contexto do ensino ainda é a aula expositiva, mas os recursos hoje disponíveis permitem ir além, as necessidades indicam para outras possibilidades, os alunos são outros e, neste sentido pretendemos fomentar e explorar diferentes tendências que possam auxiliar no processo de ensino; analisar as dificuldades e potencialidades do uso de diferentes tendências em sala de aula; estruturar, explorar e discutir propostas de ensino. A pesquisa envolve vários focos (Tecnologias no Ensino, Modelagem Matemática, Trabalhos Interdisciplinares, Formação de Investigadores, Competências Sócioemocionais), onde trabalhamos com equipes distintas, mas com um objetivo comum que é proporcionar aos estudantes condições que favoreçam uma aprendizagem mais significativa. Para a coleta de informações, faremos estudos teóricos e coletaremos dados empíricos utilizando instrumentos que serão elaborados para este fim: questionário, entrevistas, dissertações, entre outros considerados relevantes pela equipe de pesquisa, de acordo com as especifidades de cada subprojeto. Esperamos que os resultados obtidos possam contribuir com a melhoria dos processos de ensino e de aprendizagem na área das Ciências Exatas.


Título do projeto: As matemáticas que emergem em práticas laborais de um grupo de engenheiros e seus entre cruzamentos com as disciplinas de cálculo
Coordenação: Dra. Márcia Jussara Hepp Rehfeldt
Pesquisador(a):

Dra. Márcia Jussara Hepp Rehfeldt
Dra. Ieda Maria Giongo
Dra. Marli Teresinha Quartieri
Ma. Cristiane Antonia Hauschild


Voluntários(as):

Karina Corbellini Brito de Azambuja


Bolsistas:

1 bolsa Univates


Fontes Financiadoras:

- Centro Universitário UNIVATES
- Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul (FAPERGS)
- Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)


Resumo:

A presente proposta de investigação tem como objetivo examinar os jogos de linguagem matemáticos que emergem das observações das práticas laborais de um grupo de engenheiros e suas semelhanças de família com aqueles gestados nas disciplinas de cálculo e sua produtividade para que se (re)pensem os processos de ensino e de aprendizagem de disciplinas vinculadas à Matemática em cursos de engenharia. Traz como aportes teóricos as ideias da maturidade de Ludwig Wittgenstein (1991), expressas por alguns de seus comentadores, em  especial Condé (1998, 2004). No tocante aos aspectos metodológicos, a pesquisa se desenvolverá de forma qualitativa com inspirações etnográficas. As ações da presente proposta podem ser assim descritas: a) visitas aos locais de trabalho dos engenheiros para ver o uso que eles fazem dos conceitos matemáticos; b) análise dos materiais obtidos nas visitas à luz de referenciais teóricos; c) Construção de material instrucional a ser disponibilizado às turmas de alunos das disciplinas de Cálculo dos cursos de Engenharia; d) Aplicações do material instrucional nas disciplinas de Cálculo; e) Questionário e entrevistas com um grupo de alunos selecionados nas disciplinas referidas no item anterior; f) Reuniões com os coordenadores de Curso, participações em fóruns de ensino de engenharia, colegiados de cursos e conselhos de centro com o intuito de apresentar os resultados da pesquisa e as ações propostas pelo grupo de pesquisadoras; g) Participação, com apresentação de trabalho, em eventos da área de Engenharia e Matemática; h) Escrita de artigos a serem submetidos a revistas da área; i) Confecção do e-book. Espera-se, com a pesquisa, atingir duas premissas básicas: a) Aproximação constante e sistemática da Universidade com o mercado de trabalho por meio da visita a estes locais e problematização de suas atividades laborais. b) Qualificar os processos de ensino e de aprendizagem das disciplinas vinculadas ao Cálculo nos cursos de Engenharia, tendo em vista os altos índices de reprovação e evasão o que acarreta falta de engenheiros qualificados no mercado de trabalho.


Título do projeto: Difusão das Ciências em escolas de Educação Básica por meio de experimentos interativos
Coordenação: Dra Marli Teresinha Quartieri
Pesquisador(a):

Dra Maria Madalena Dullius

Dr Italo Gabriel Neide

Dra Miriam Inês Marchi

Dra Adriana Belmonte Bergmann


Voluntários(as):

Virginia Furlanetto

Luciana Killp Fernandes


Mestrandos:

Ana Paula Dick


Fontes Financiadoras:

CNPq - Edital MCTI/CNPq/SECIS No 90/2013 - Difusão e Popularização da Ciência


Resumo:

O projeto intitulado “Difusão das Ciências em escolas de Educação Básica por meio de experimentos interativos” tem por objetivo despertar o espírito científico, a curiosidade e o gosto pelas Ciências, principalmente nas áreas de Física, Química e Matemática, por meio de atividades que visem à difusão e popularização da Ciência e Tecnologia. Serão desenvolvidas três ações: cursos de formação continuada, produção de um livro paradidático na forma impressa e online e o evento denominado “Aprender Experimentando”. Os cursos de formação continuada serão destinados para professores da Escola Básica com o objetivo de explorar experimentos interativos da área de Ciências Exatas os quais poderão ser desenvolvidos na prática pedagógica dos professores participantes. Ademais, tem-se o intuito que cada docente participante do curso de formação continuada realize alguma atividade na área de Ciências em sua escola na Semana da Ciência e Tecnologia. No livro paradidático serão apresentadas algumas atividades experimentais com instruções e referencial teórico, podendo servir de suporte para o professor em sua prática pedagógica. O “Aprender Experimentando”, destinado aos alunos do Ensino Médio das escolas de quarenta e dois municípios, será realizado na Semana da Ciência e Tecnologia, em outubro de 2014. Neste evento, os participantes terão a oportunidade de serem cientistas por algumas horas, pois serão convidados a manipular, observar, analisar, explicar, interpretar, prever e compreender alguns experimentos selecionados, sob orientação de bolsistas e professores. Espera-se com estas ações difundir a Ciência e Tecnologia, bem como contribuir para a melhoria dos processos de ensino e de aprendizagem na área de Ciências.


Título do projeto: Estratégias metodológicas visando à inovação e reorganização curricular no campo da Educação Matemática no Ensino Fundamental
Coordenação: Dra. Ieda Maria Giongo
Pesquisador(a):

Dra. Ieda Maria Giongo
Dra. Angélica Vier Munhoz
Dra. Marli Teresinha Quartieri
Dra. Márcia Jussara Hepp Rehfeldt


Voluntários(as):

Ma. Janaína de Ramos Ziegler
Ma. Fernanda Eloisa Schmitt
André Gerstberger


Bolsistas:

6 bolsas CAPES

Pós-Doutoranda PNPD CAPES:
Ana Cristina Ghislene

Professoras da Rede Pública bolsistas CAPES:
Mara Oliveira de Azevedo
Evandra Bottega
Ivanir Maria Lucca Weber
Viviane Brune
Marisa Cristina Görgen
Graciela Fleck

 


Mestrandos:

Tatiane Cristina Bernstein
Elise Cândida Dente
Ludmila Maccali


Fontes Financiadoras:

- Centro Universitário UNIVATES
- Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal do Ensino Superior (CAPES)


Resumo:

Esta proposta de investigação tem por objetivo problematizar e propor estratégias metodológicas com vistas à inovação e reorganização curricular na disciplina Matemática em seis escolas públicas de Educação Básica do Vale do Taquari, RS, que possuem considerável distância entre o IDEB relativo à 4ª série/5º ano e 8ª série/9º ano. A investigação terá caráter quantitativo-qualitativo pois, além de operar com índices das avaliações externas (SAEB e Prova Brasil) e internas (simuladas pela equipe), serão feitas observações das aulas de Matemática, análise de currículos, discussões com professores e discentes por meio da técnica de grupo focal, entrevistas semiestruturadas e questionários. Paralelamente, serão realizados estudos coletivos de algumas tendências no âmbito da Educação Matemática via cursos de formação continuada - Modelagem Matemática, Etnomatemática e Investigação Matemática - efetivados conjuntamente com os mestrandos, bolsistas de Iniciação Científica e docentes na sede das escolas. A partir de tais estudos, pretende-se que os educadores das escolas parceiras implementem em suas turmas as propostas metodológicas estudadas, orientados pelos colegas bolsistas de escola e mestrandos. Ademais, os alunos e docentes serão entrevistados com o propósito de verificar as implicações dessas metodologias nos processos de ensino e de aprendizagem da Matemática. Espera-se que tais ações sejam produtivas aos processos de ensino e de aprendizagem da Matemática e aumentem o IDEB dos educandários pesquisados, além de diminuir a distância entre o índice dos Anos Iniciais e Finais do Ensino Fundamental.


Título do projeto: Grupo de pesquisa Currículo, Espaço, Movimento (CEM/Univates)
Coordenação: Dra. Angélica Vier Munhoz
Pesquisador(a):

Dra. Angélica Vier Munhoz
Dra. Suzana Feldens Schwertner
Dra. Morgana Domênica Hattge
 


Voluntários(as):

Mariane Ohlweiler - pesquisadora voluntária
Cristiano Bedin da Costa - pesquisador voluntário (UFRGS)
Betina Guedes - pesquisadora voluntária (Unisinos)


Bolsistas:

- 3 bolsas Univates

- 1 bolsa Fapergs


 


Mestrandos:

Adriana Oliveira Pretto
Alissara Zanotelli
José Romana Diaz


Fontes Financiadoras:

- Centro Universitário UNIVATES
- Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal do Ensino Superior (CAPES)
- Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul (FAPERGS)
- Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)


Resumo:

O grupo de pesquisa Currículo, Espaço, Movimento (CEM/CNPq) está vinculado ao Programa de Pós-Graduação - Mestrado e Doutorado em Ensino e Mestrado Profissional em Ensino de Ciências Exatas - do Centro Universitário Univates. Com início em 2013, o grupo de pesquisa busca investigar as especificidades curriculares em espaços escolares e não escolares e suas relações e cruzamentos com os movimentos escolarizados e não escolarizados, tomando como aporte teórico o pensamento pós-nietzschiano da diferença, tal como é proposto por autores como Gilles Deleuze, Michel Foucault e Roland Barthes. Neste sentido, ao perguntar pelos modos através dos quais se constitui o currículo em determinados espaços escolares e não escolares, questionando-se sobre suas semelhanças, diferenças e rupturas, a pesquisa, além de pensar um currículo rizomático e transversal em contraposição à concepção disciplinar e linear de currículo, criado como modelo para a escola moderna, também se propõe a uma investigação das condições de possibilidade dos referidos espaços, assim como dos marcadores sociais, políticos e econômicos que operam em sua constituição. O campo empírico da pesquisa é constituído por três espaços escolares e dois não escolares. Trata-se, pois de buscar compreender como se constituem esses currículos e que efeitos eles produzem, contribuindo para os estudos e discussões do tema da pesquisa. Tais discussões estão sendo apresentadas em eventos nacionais e internacionais e publicadas em periódicos científicos.


PPGBIOTEC

Título do projeto: Aspectos moleculares, ambientais e biomarcadores proteicos de doenças multifatoriais
Coordenação: Dra. Verônica Contini
Pesquisador(a):

Dra. Verônica Contini
Dra. Lucélia Santi
Dr. Paulo Roberto Vargas Fallavena


Voluntários(as):

Dra. Júlia Pasqualini Genro


Bolsistas:

-  4 bolsas Univates


Mestrandos:

Camile Wünsch
Pâmela Camini Constantin
Stephanie Cristina Hepp Rehfeldt


Doutourandos:

 Cristiane dos Santos Costa e Fabiane Dresch.


Fontes Financiadoras:

- Centro Universitário UNIVATES
- Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)/Edital Universal


Resumo:

O estudo das doenças multifatoriais, como as doenças cardiovasculares, o diabetes mellitus tipo 2, a obesidade e os transtornos psiquiátricos, tem recebido uma atenção especial nos últimos anos, devido a sua complexidade e os múltiplos fatores envolvidos no seu desenvolvimento. Durante muito tempo as doenças genéticas monogênicas e cromossômicas tiveram um papel de destaque na pesquisa clínica, mas, no entanto, sabe-se que as doenças de etiologia complexa, ou multifatoriais, hoje apresentam um impacto muito maior na sociedade contemporânea. Isso se deve ao fato de apresentarem altas prevalências e, portanto, serem responsáveis por uma parcela maior de morbidade e mortalidade, especialmente em países em desenvolvimento, onde se observa um aumento progressivo da expectativa de vida populacional. As doenças multifatoriais são causadas por uma combinação complexa de fatores genéticos e ambientais, muitas vezes ainda não identificados e que interagem entre si. Nesse sentido, a identificação desses fatores envolvidos, tanto biológicos quanto ambientais, e de suas redes de relações, é de fundamental importância para a definição e caracterização de diversas condições clínicas que influenciam no desfecho dos pacientes. Por exemplo, pesquisas recentes apontam que o uso de aditivos artificiais, como alguns corantes ou preservativos, poderiam aumentar os sintomas do transtorno de déficit de atenção/ hiperatividade (TDAH), um dos diagnósticos psiquiátricos mais comuns na infância, e que persiste na idade adulta na maioria dos casos. Em outras situações, observa-se que interações entre fatores habituais da dieta, como a composição de gorduras ou carboidratos, por exemplo, com variantes genéticas podem predispor, e/ ou modular, o surgimento de diversas doenças, como a obesidade e as doenças cardiovasculares. Atualmente, o estudo dessas interações gene-nutriente constituí a base dos estudos nutrigenéticos, os quais têm apontado que cada indivíduo pode responder de maneira diferente a uma determinada dieta, em função do seu perfil genético. Frente a isso, o objetivo principal desta pesquisa é avaliar de forma multidisciplinar doenças multifatoriais com um comprovado componente genético e prevalentes na população. Serão investigados polimorfismos genéticos, em genes candidatos importantes na fisiopatologia de cada doença em particular, em amostras, já coletadas, de pacientes com TDAH e com doença arterial coronariana (DAC). As amostras de pacientes com TDAH são provenientes de uma colaboração com o Programa de Déficit de Atenção/ Hiperatividade (ProDAH) do Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA), RS, e as amostras de pacientes com DAC foram coletadas no Serviço de Hemodinâmica do Hospital Bruno Born (HBB) de Lajeado, RS.  Todos os indivíduos incluídos assinaram termos de consentimento, aprovados pelos comitês de ética em pesquisa (COEP) do HCPA e do HBB, respectivamente. Além disso, serão também avaliadas amostras de sangue e plasma de voluntários adultos provenientes do Ambulatório de Nutrição do Centro Universitário UNIVATES, com o objetivo de investigar o efeito de possíveis interações entre fatores ambientais e genéticos sobre marcadores biológicos do metabolismo (parâmetros bioquímicos e antropométricos). Para tanto, será aplicada uma avaliação nutricional para identificar os hábitos de estilo de vida, um recordatório alimentar de 24 horas e parâmetros antropométricos (peso, altura, medidas de circunferências e bioimpedância). A verificação dos parâmetros bioquímicos, tais como colesterol, glicose e triglicerídeos, será realizada no laboratório de análises clínicas da instituição, em equipamento automatizado Mindray BS120, por método enzimático colorimétrico. Os polimorfismos genéticos selecionados serão avaliados pela técnica de reação em cadeia da polimerase, no laboratório de Biotecnologia da instituição. A busca por novos biomarcadores proteicos será realizada através da identificação de possíveis proteínas alteradas e/ou relacionadas com os fenótipos em estudo. Para isso, as diferentes amostras serão analisadas por géis uni ou bidimensionais, western blot e espectrometria de massas. Esta última técnica, a ser realizada através de duas colaborações internacionais já existentes: Dr John Yates, do The Scripps Research Institute – La Jolla – CA, USA e Alex Rosa Campos, do Sanford Burnham Prebys Medical Discovery Institute - La Jolla – CA, USA. A descoberta de biomarcadores proteicos representam não só um grande avanço no entendimento do mecanismo molecular destas doenças, mas também podem ser aplicadas biotecnologicamente no desenvolvimento de kits diagnóstico específicos.


Título do projeto: Bioprodução de hidrolisados proteicos e avaliação da vermicompostagem vertical em solos contaminados com metais pesados
Coordenação: Dra. Lucélia Hoehne
Pesquisador(a):

Dra. Lucélia Hoehne
Dra. Simone Stulp
Dr. Eduardo Miranda Ethur
Dra. Claucia Fernanda Volken de Souza
Dra. Elisete Maria de Freitas
Me. Daniel Neutzling Lehn


Bolsistas:

- 3 bolsas Univates

- 4 bolsas CNPq
 


Mestrandos:

Ana Paula Morscbächer


Fontes Financiadoras:

- Centro Universitário UNIVATES
- Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul (FAPERGS)
- Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)


Resumo:

A avaliação de hidrolisados proteicos a partir de minhocas se torna interessante, uma vez que estes possuem alto teor proteico e podem ser utilizados em ampla variedade de produtos alimentícios. Metais pesados presentes nos resíduos orgânicos podem prejudicar a qualidade do húmus e os elementos podem ser absorvidos pelas minhocas. Dessa forma, este projeto tem os objetivos de desenvolver hidrolisados proteicos a partir de minhoca e de avaliar o processo de vermicompostagem vertical em solo contaminado com metais pesados. Para os hidrolisados, as minhocas serão submetidas à hidrólise enzimática, com enzimas comerciais, variando a temperatura, tempo e pH. A determinação dos aminoácidos será feita por cromatografia. Já para a avaliação da vermicompostagem vertical contaminada com metais, serão adicionadas concentrações conhecidas de metais pesados nos minhocários. A determinação destes será feita por espectrometria de absorção atômica com chama. Ainda será avaliada a qualidade da farinha de minhoca. Com este projeto, espera-se ter bioprodutos com alto teor proteico e viáveis economicamente para a indústria de alimentos e avaliar a absorção de metais pesados nas minhocas submetidas à exposição com metais pesados.


Título do projeto: Biotecnologia e farmacologia de produtos Naturais
Coordenação: Dra. Márcia Inês Goettert
Pesquisador(a):

Profa. Dra. Claucia Volken de Souza 
Profa. Dra. Ana Lucia Abujamra 

 


Voluntários(as):

Prof. Ivan Bustamante
Porf. Dr. Alessandro Mena Alves
Ms. Fernanda Majolo


Bolsistas:

Sheila Immich
Tamara Baldasso
Gabriela Vetorazzi
Luisa Bortoluzi


Mestrandos:

Dalana Faleiro 
Stefani Stoll 
Bruna Caye 
Juliana Dorr 


Doutourandos:

Ms. Diorge Marmitt
Dra. Shanna Bitencourt


Fontes Financiadoras:

- Centro Universitário UNIVATES
- Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal do Ensino Superior (CAPES)
- Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul (FAPERGS)
- Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)


Resumo:

O projeto de pesquisa está focado no estudo e desenvolvimento de novos produtos biotecnológicos com potencial terapêutico. Essa área vem recebendo atenção especial, devido à demanda destes no mercado, a fim de aumentar a possibilidade de tratamento/cura para diversas patologias de importância epidemiológica e econômica. Independentemente da origem ou da idéia-chave que leva um composto ou molécula candidata ao desenvolvimento de um fármaco, e a estratégia utilizada para a sua descoberta e desenvolvimento, são os testes efetuados os quais envolvem uma sequência de experimentos e caracterização.
Os produtos naturais (microrganismos, plantas e ou moléculas) são atualmente uma das maiores fontes de novas drogas, porém ainda é pequeno o percentual de espécies estudadas do ponto de vista farmacológico em relação à biodiversidade existente. A identificação de biomoléculas e a compreensão do seu mecanismo de ação são fundamentais e podem favorecer o desenvolvimento de novas formas terapêuticas e estimular a substituição de alguns fármacos com sabidos efeitos colaterais, oferecendo uma maior segurança terapêutica e menos riscos a população. Os modelos experimentais com cultura de células utilizados neste projeto visam avaliar a ação de compostos bioativos oriundos de produtos naturais com ênfase em espécies vegetais, e derivados sintéticos, em vias de sinalização associadas principalmente à inflamação e ao câncer, tendo como objetivo rastrear moléculas com potencial biológico ou farmacológico, bem como para serem utilizadas como moduladoras seletivas de alvos moleculares de interesse.


Título do projeto: Biotecnologia no sêmen suíno: abordagem proteômica e estudo dos efeitos de extratos naturais na qualidade seminal
Coordenação: Dr. Ivan Cunha Bustamante Filho
Pesquisador(a):

Dr. Ivan Cunha Bustamante Filho
Dr. Eduardo Miranda Ethur
Dra. Márcia Inês Goettert
Dra. Ana Lucia Abujamra
Dr. Walter Beys da Silva
Dr. Lucélia Santi


Voluntários(as):

Anna Flávia Tischer


Bolsistas:

- 3 bolsas Univates:

Alexander Schneider
Luise Marcon
Tayná Nauê Lopes


Mestrandos:

Laura Espindola Argenti


Doutourandos:

Ana Paula Binato Souza


Fontes Financiadoras:

- Centro Universitário UNIVATES
- Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)
- FAPERGS


Resumo:

A inseminação artificial com sêmen refrigerado é a biotécnica reprodutiva mais utilizada na suinocultura moderna brasileira. O Rio Grande do Sul tem papel importante na produção de doses de sêmen de diversas raças suínas, concentrando diversas centrais de inseminação artificial. Entretanto, diferenças na qualidade do sêmen resfriado entre cachaços são observados, o que representa prejuízos significativos na produção de doses para comercialização. Os objetivos deste projeto é (i) estudar o perfil proteico do plasma seminal de cachaços classificados como produtores de sêmen de maior ou menor resistência à refrigeração a 17°C; e (ii) avaliar os efeitos da adição de extratos vegetais como adjuvantes na preservação do sêmen resfriado a 17ºC. Para tanto, serão utilizados ejaculados de reprodutores de uma granja comercial, sendo o plasma seminal analisado pela técnica de eletroforese bidimensional (2D SDS-PAGE). Serão ainda investigadas a expressão no sêmen suíno das proteínas ERp57, P5, PDILT e calsperin, chaperonas relacionadas a fertilidade. A partir da análise proteômica do plasma seminal e das chaperonas no sêmen suíno, buscar-se-á identificar possíveis marcadores moleculares que possam ser usados como ferramentas biotecnológicas na seleção de animais e ejaculados a serem comercializados. A influência dos extratos vegetais será estudada a partir de seus efeitos na motilidade espermática, vigor, qualidade de membrana. Serão adicionadas diferentes concentrações, sendo avaliadas as alterações celulares ao longo do tempo de preservação.


Título do projeto: Cadeia produtiva do leite: uso de biotecnologias para melhoria da qualidade da matéria-prima e aproveitamento de resíduos dos laticínios
Coordenação: Dra. Claucia Fernanda Volken de Souza
Pesquisador(a):

Dra. Claucia Fernanda Volken de Souza (Bolsistas de Produtividade em
Desenvolvimento Tecnológico e Extensão Inovadora do CNPq)
Dra. Camille Eichelberger Granada
Me. Daniel Neutzling Lehn
Dra. Lucélia Hoehne
Dra. Márcia Inês Goettert
Dra. Mônica Jachetti Maciel
Dr. Raul Antonio Sperotto
Dra. Giandra Volpato (IFRS-Câmpus Porto Alegre)
Dr. Luiz Antônio de Almeida Pinto (FURG)


Bolsistas:

6 bolsas Univates
1 bolsa CNPq
2 bolsas Fapergs


Mestrandos:

Adriano Gennari
 


Doutourandos:

Anja Dullius
Fágner Henrique Heldt


Fontes Financiadoras:

- Centro Universitário UNIVATES
- Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal do Ensino Superior (CAPES)
- Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul (FAPERGS)
- Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)


Resumo:

O setor de leite e derivados têm produção expressiva no Brasil, especialmente no Rio Grande do Sul, segundo estado de maior produção do país, com mais de 9 milhões de litros de leite produzidos diariamente, contribuindo para a expansão e diversificação econômica. No Vale do Taquari, região central do Rio Grande do Sul, este setor também se destaca pelo volume produzido, em torno de 20% da produção estadual, e processado pelas diversas indústrias de beneficiamento instaladas na região. Entretanto, tal volume de produção resulta na geração de quantidade significativa de resíduos, tais como soros de queijo e ricota e permeado de soro de queijo, os quais são fonte de poluição de solos e recursos hídricos caso não sejam tratados de forma adequada. Assim, a partir deste estudo busca-se promover alternativas de aproveitamento de resíduos de laticínios como meio de cultivo para produção de diferentes biomoléculas e matéria-prima para elaboração de produtos lácteos fermentados funcionais. Ademais, visa-se contribuir com a melhoria da qualidade do leite e derivados produzidos na região. As metodologias de planejamento experimental e análise de superfície de resposta serão empregadas para otimização das condições de bioprocessos, maximizando rendimentos, produtividade e viabilidade comercial, minimizando custos e conduzindo à obtenção de bioprodutos com as especificações desejadas. Além disso, através do uso das técnicas instrumentais, como cromatografia a líquido e a gás, e absorção atômica, e de diferentes técnicas de biologia molecular, pretende-se avaliar as características químicas, microbiológicas e bioquímicas das matérias-primas utilizadas, bem como dos bioprodutos obtidos. Como parte dos resultados espera-se desenvolver novos processos e produtos biotecnológicos de valor agregado, trazendo potenciais benefícios socioeconômicos através do desenvolvimento de tecnologias inovadoras e contribuindo para o desenvolvimento sustentável da região.


Título do projeto: Caracterização fisiológica e molecular de plantas sob estresses ambientais e em associação com microrganismos
Coordenação: Dr. Raul Antonio Sperotto
Pesquisador(a):

Dra. Camille Eichelberger Granada
Dr. Walter Orlando Beys da Silva (Univates)
Dra. Lucélia Santi (Univates)
Dra. Janette Palma Fett (UFRGS)
Dr. Felipe Klein Ricachenevsky (UFSM)
Dra. Renata Pereira da Cruz (UFRGS)
Dra. Adriana Giongo (PUCRS)
Dra. Luciane Maria Pereira Passaglia (UFRGS)
Dr. Luciano Kayser Vargas (FEPAGRO)
Dr. Bruno Brito Lisboa (FEPAGRO)


Bolsistas:

3 bolsas Univates + 1 Bolsa CNPq


Mestrandos:

Édina Aparecida dos Reis Blasi

Cássio SchmidtAndressa Dametto


Doutourandos:

Giséli Buffon
Thomas Muller Schmidt


Fontes Financiadoras:

- Centro Universitário UNIVATES
- Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)


Resumo:

O estado do Rio Grande do Sul é o maior produtor brasileiro de arroz, responsável por cerca de 60% da produção nacional. Entretanto, as baixas temperaturas que ocorrem no RS durante os meses de setembro a novembro (fases iniciais do desenvolvimento) prejudicam a germinação e o desenvolvimento inicial, implicando em redução no rendimento dos grãos, visto que a cultura do arroz é altamente sensível a baixas temperaturas no período vegetativo. Dessa forma, o frio é um dos estresses que mais limitam a produção de arroz no RS. Este é um risco permanente e extremamente difícil de ser manejado diretamente por meio de técnicas de melhoramento convencionais. Uma estratégia bastante atraente para minimizar os danos causados pelo frio em arroz é o melhoramento genético. Diversos genes já foram identificados em arroz como sendo responsivos a baixas temperaturas, e a superexpressão de alguns desses genes é capaz de conferir tolerância ao frio. Entretanto, a maioria dos genes estudados foi identificada em cultivares da subespécie japonica, sendo que a quase totalidade do arroz cultivada no Brasil pertence à subvesécie indica. No presente projeto propomos a identificação e a caracterização de novos genes importantes para a tolerância ao frio nas fases iniciais do desenvolvimento (germinação e estádio vegetativo) em cultivares plantadas no Brasil (e em especial no RS), além da caracterização fisiológica de plantas de arroz contrastantes quanto à tolerância ao frio. Dessa forma, propomos abordar o problema considerando as particularidades e as necessidades impostas pelo ambiente local. Para tanto, diferentes genótipos de arroz foram previamente avaliados quanto à tolerância ao frio nas fases iniciais do desenvolvimento, sendo identificados genótipos altamente contrastantes quanto ao nível de tolerância ao frio. Esses genótipos foram utilizados para identificar novos genes importantes para a tolerância ao frio com base na sua expressão diferencial, através de experimentos de sequenciamento em grande escala (deep sequencing). Linhagens disponíveis de arroz mutantes contendo inserção de T-DNA ou retrotransposon Tos17 e linhagens disponíveis de Arabidopsis superexpressando os cDNAs completos dos genes identificados serão caracterizados quanto à tolerância ao frio. os resultados esperados a partir da realização deste projeto são a identificação de linhagens tolerantes ao frio nas fases iniciais do desenvolvimento, a caracterização fisiológica dessas linhagens e a identificação de genes alvo para o uso no melhoramento da cultura do arroz em relação à tolerância ao frio.


Título do projeto: Propagação de espécies vegetais nativas regionais de importância econômica e ambiental
Coordenação: Dra. Elisete Maria de Freitas
Pesquisador(a):

Dra. Elisete Maria de Freitas
Dra. Lucélia Hoehne
Dr. Claudimar Sidnei Fior – Programa de Pós-graduação em Fitotecnia da UFRGS
Dr. Eduardo Miranda Ethur
Dra. Clélia Paulete Correia Neves Afonso - Instituto Politécnico de Leiria (IPL), Portugal.


Bolsistas:

- 4 bolsas Univates

- 1 bolsa CNPq 

- 1 bolsa Fapergs


Mestrandos:

Marelise Teixeira
Miriam Helena Kronhardt
Joseane Siqueira


Doutourandos:

Lauren Medina


Fontes Financiadoras:

- Centro Universitário UNIVATES


Resumo:

Mesmo detentor da maior diversidade biológica do Planeta, o que inclui centenas de espécies nativas com potencial para alimentício, a dieta alimentar da população brasileira é simplificada e dependente de recursos genéticos oriundos de outros países. No entanto, poucas dessas espécies são conhecidas ou estão disponíveis no mercado. Isso é consequência da negligência brasileira para esta riqueza, da cultura que privilegia produtos e cultivos exóticos e desvaloriza os benefícios das espécies nativas e da existência de poucas pesquisas para investigar o potencial das espécies brasileiras. O projeto tem como objetivo, identificar o potencial para a exploração sustentável de espécies vegetais nativas e definir metodologias para sua propagação. Plantas matrizes de espécies com conhecimento popular ou com comprovação científica do potencial apresentado serão obtidas e mantidas em cultivo em casas de vegetação para testes de propagação. Material botânico é coletado dos indivíduos registrados para estudos fitoquímicos, físico-químicos e de toxicidade, avaliação da atividade antibacteriana, fungicida e antioxidante. Espera-se como resultados, caracterizar substâncias vegetais presentes nas espécies estudadas, indicar a existência de toxicidade e, com isso, alternativas ou restrições para a utilização segura das mesmas. Desta forma, o projeto contribuirá para o aumento do número de espécies que podem ser utilizadas na geração de fitoterápicos e alimentos. E ainda, ao definir técnicas para a produção de mudas, viabilizará a implantação de novas atividades em pequenas propriedades fundamentadas na agricultura familiar, contribuindo para a valorização e preservação da biodiversidade.


Título do projeto: Seleção, identificação e caracterização de micro-organismos para uso na elaboração de produtos lácteos
Coordenação: Dra. Claucia Fernanda Volken de Souza
Pesquisador(a):

Dra. Claucia Fernanda Volken de Souza (Bolsistas de Produtividade em
Desenvolvimento Tecnológico e Extensão Inovadora do CNPq)
Me. Daniel Neutzling Lehn
Dra. Lucélia Hoehne
Dra. Márcia Inês Goettert
Dra. Mônica Jachetti Maciel


Bolsistas:

1 bolsa Univates


Mestrandos:

Jéssica Bressan Soratto


Fontes Financiadoras:

- Centro Universitário UNIVATES
- Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)
- Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia (SDECT)
- Launer Química Indústria e Comércio Ltda.


Resumo:

Esse projeto está vinculado a empresa associada ao Tecnovates - Parque Cientítico e Tecnológico da Univates. Para a indústria brasileira de produtos lácteos a disponibilidade de culturas de bactérias lácticas nativas ou endógenas, adaptadas às condições locais, é uma necessidade econômica tendo em vista a redução do custo de importação e o avanço tecnológico. Portanto, o presente projeto tem como objetivo o isolamento de bactérias lácticas endógenas para uso como culturas starters em produtos lácteos fermentados. Serão isoladas, identificadas e caracterizadas quanto ao seu potencial tecnológico e probiótico bactérias lácticas de leite in natura e de queijo colonial artesanal produzido na região do Vale do Taquari. Também será avaliado o desempenho das culturas lácticas selecionadas na fabricação de diferentes produtos lácteos. A partir dos resultados desse trabalho pretende-se isolar bactérias lácticas com potencial tecnológico e probiótico para uso na elaboração de produtos lácteos de qualidade físico-química, microbiológica e sensorial.


PPGAD

Título do projeto: Arqueologia, História Ambiental e Etnohistória do Rio Grande do Sul
Coordenação: Dra. Neli Teresinha Galarce Machado
Pesquisador(a):

Dra. Neli Teresinha Galarce Machado (Bolsista de Produtividade em Pesquisa CNPq)
Dr. André Jasper (Bolsista de Produtividade em Pesquisa CNPq)
Dr. Luis Fernando da Silva Laroque
Dr. Sérgio Nunes Lopes


Voluntários(as):

Dr. Jairo Rogge - UNISINOS
Dr. Rafael Corteletti – UFPR
Dra. Magna Lima Magalhaes - FEEVALE
Dr. Shigueo Watanabe – USP
Dr. Pedro Ignácio Schmitz – UNISINOS
Me. Jones Fiegenbaum - Antrópica Consultoria Científica
Ma. Patrícia Schneider – UNIVATES
Eduardo Relly - Latein-Amerika Institut - Universität Berlin
Lauren Waiss – Programa de Pós graduação em História UNISINOS


Bolsistas:

- 5 bolsas Univates

- 1 bolsa CNPq

- 1 bolsa Fapergs


Mestrandos:

Luciane de Marque
Karen Pires


Doutourandos:

Sidnei Wolf
Fernanda Schneider
Marcos Kreutz


Fontes Financiadoras:

- Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal do Ensino Superior (CAPES)
- Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)


Resumo:

Este projeto tem o objetivo de dar continuidade às pesquisas arqueológicas com ênfase às questões geoambientais e a historicidades de grupos étnicos. A pesquisa está baseada nos estudos em sítios arqueológicos e a relação entre a arqueologia, geografia, geologia, geomorfologia e história. Vincula-se ao Programa de Pós-Graduação em Ambiente e Desenvolvimento, na área de concentração em Espaço, Ambiente e Sociedade e na linha de pesquisa Espaço e Problemas Socioambientais. Considerando a potencialidade de ocupações pré-coloniais e coloniais de grupos, caçadores-coletores, horticultores e primeiros imigrantes africanos e europeus no Vale do Taquari. Além de levantar o patrimônio geoarqueológico do Vale do Taquari, principalmente no que se refere a sítios de caçadores-coletores e de horticultores pretende-se estudar as primeiras ocupações humanas no Vale, difundindo a história de centenas de anos e recuperando momentos peculiares desconhecidos para tantos. O projeto está embasado em metodologias da arqueologia da paisagem, geoarqueologia, história ambiental, história da imigração, patrimônio, etnohistória problematizando os assentamentos e colonizações pré-coloniais e coloniais no Vale. O principal resultado esperado é o adequado tratamento do patrimônio histórico, cultural e ambiental da comunidade do Vale do Taquari.


Título do projeto: As variações dos sistemas vegetais durante o tempo e a evolução dos biomas terrestres
Coordenação: Dr. André Jasper
Pesquisador(a):

Dr. André Jasper (Bolsista de Produtividade em Pesquisa CNPq)
Dra. Neli Teresinha Galarce Machado (Bolsista de Produtividade em Pesquisa CNPq)


Voluntários(as):

Dr. Átila Augusto Stock da Rosa
Dr. Deepa Agnihotri
Dra. Etiene Fabbrin Pires
Dra. Margot Guerra-Sommer
Dra. Miriam Cazzulo-Klepzig
Dr. Rajni Tewari


Bolsistas:

- Prof. Dr. Dieter Uhl

- 4 bolsas Univates

- 2 bolsas CNPq 

- 1 Bolsa IC/FAPERGS

- 1 IC/CNPq - Edital Universal - Bolsa Produtividade em pesquisa.

-1 bolsa de Apoio Técnico (Nível Superior) CNPq


 


Mestrandos:

Marcela Bruxel
Rosane Pereira da Silva


Doutourandos:

Aline Maria Costantin
Joseline Manfroi
José Rafael Wanderley Benicio
Isa Carla Osterkamp
Mariela Inês Secchi


Fontes Financiadoras:

- Centro Universitário UNIVATES
- Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal do Ensino Superior (CAPES)
- Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul (FAPERGS)
- Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)
- Alexander von Humboldt Stiftung/Foundation (Alemanha)
- Department of Science and Technology (DST – Índia)


Resumo:

Para que seja possível a compreensão do impacto das ações vinculadas ao chamado “desenvolvimento humano” sobre o meio, é fundamental considerar a premissa de que os sistemas não são estáveis, sendo sujeitos a variações antrópicas e, principalmente, naturais. A compreensão destas dinâmicas ambientais passa, invariavelmente, pela entendimento de suas características básicas, avaliadas pelos estudos vinculados aos diferentes biomas. Tais análises  têm se voltado cada vez mais aos processos ambientais envolvidos na sua formação, manutenção e estabilidade, gerando um gradativo aumento da importância das discussões que tentam esclarecer a evolução dos ambientes durante o tempo em busca da avaliação de sua gênese. Um dos elementos utilizados nestes estudos é o acompanhamento das variações florísticas ocorridas, tendo em vista que as plantas são excelentes marcadores ambientais. Variações da morfologia foliar, adaptações de estruturas reprodutivas e sistemas de condução de seiva, além de relações ecológicas (de fundo natural ou antrópico) tornam-se, ferramenta fundamental para esses estudos. Dentre as formas de avaliar estes processos, destaca-se o estudo do registro de carvão vegetal (charcoal) macroscópico, o qual permite a interpretação do passado e o estabelecimento de parâmetros de variação ambiental, atuais e futuros. Dessa forma, o presente estudo pretende, através da avaliação dos carvões vegetais macroscópicos de diferentes idades e regiões, inferir os processos geradores dos biomas regionais atuais, estabelecendo os procedimentos necessários para a sua preservação, utilização adequada e recuperação.


Título do projeto: Atlas das Biomassas do RS para produção de Biogás e Biometano
Coordenação: Dr. Odorico Konrad
Fontes Financiadoras:

- Companhia de Gás do Estado do Rio Grande do Sul (Sulgás)


Resumo:

É de caráter estratégico conhecer as fontes de Biomassas hoje existentes no RS, bem como, os potenciais produtores de Biogás e Biometano para que a SULGÁS possa participar neste processo com foco em agregar este volume energético de gás na sua rede de distribuição e possibilitar os canais adequados de comercialização no mercado. Diante disso, o objetivo do projeto é realizar o mapeamento das fontes de Biomassa e Resíduos em Geral com Potencial de Produção de Biogás e Biometano no Estado do Rio Grande do Sul.


Título do projeto: Avaliação da eficiência do polimento de efluentes industriais através de wetland
Coordenação: Dr. Odorico Konrad
Mestrandos:

Jaqueline Fernandes Tonetto


Fontes Financiadoras:

- Solar Comércio e Agroindústria Ltda
- Naturovos


Resumo:

O sistema wetland, já aplicado pela agente financiadora, é utilizado de forma eficiente no polimento de efluentes industriais com alta carga de nutrientes, devido sua capacidade de retenção destes. É importante que se realize um controle do sistema, avaliando sua eficiência na remoção de nitrogênio, fósforo e turbidez, e avaliação dos parâmetros de oxigênio dissolvido, condutividade e pH no pré e pós tratamento, para que o efluente seja lançado no corpo receptor de acordo com os padrões de lançamento de efluentes, dispostos na Resolução 357/2005 do CONAMA. Em função disso, desenvolve-se este projeto, cuja finalidade é o monitoramento do funcionamento e eficiência do sistema wtland.


Título do projeto: Avaliação de combinações entre substratos orgânicos de diferentes origens visando otimização na geração de biogás
Coordenação: Dr. Odorico Konrad
Fontes Financiadoras:

- Naturovos
- Ecocitrus (Consórcio Verde Brasil)


Resumo:

A geração de biogás é uma alternativa de tratamento de substratos orgânicos, já aplicada pelas agentes financiadoras. O processo é realizado por bactérias anaeróbias, que durante o período de digestão anaeróbia produzem um biogás com alto teor calorífico. Logo, a finalidade da pesquisa é avaliar combinações de substratos orgânicos de diferentes origens visando otimização da geração de biogás na planta de escala real gerenciada pelo Consórcio Verde Braisl. Contudo, a eficiência da digestão vai depender das condições adequadas que os microrganismos se encontram, para isso é necessário analisar a quantidade de sólidos (totais, voláteis e fixos) e o valor do pH do substrato no pré e pós-tratamento, também é importante que os reatores sejam agitados diariamente e que a temperatura esteja próxima a 35º, ideal para bactérias mesófilas.


Título do projeto: Avaliação de diferentes substratos com potencial de geração de biogás a partir do aproveitamento de resíduos agroindustriais
Coordenação: Dr. Odorico Konrad
Bolsistas:

- 2 bolsas Univates


Fontes Financiadoras:

- Cooperativa Languiru


Resumo:

O biogás é uma mistura de gases gerado durante a digestão anaeróbia da matéria orgânica. Este processo é uma alternativa para o tratamento para substratos industriais (resíduos), devido sua capacidade de redução de carga orgânica presente no substrato convertendo parte desta em biogás para ser aproveitado energeticamente. O objetivo do projeto é avaliar os diferentes substratos gerados na cooperativa que possuem potencial para geração de biogás identificando a eficiência do processo de degradação da matéria orgânica e produção de metano (gás de interesse). O projeto contempla a realização de análises de sólidos (totais, voláteis e fixos) e o valor de pH na pré e pós digestão anaeróbia, além do acompanhamento durante o período de incubação quantificando-se o volume de biogás gerado e medindo-se o percentual de metano presente.


Título do projeto: Avaliação do potencial de geração de biogás a partir do substrato orgânico oriundo da CEASA-POA
Coordenação: Dr. Odorico Konrad
Bolsistas:

Luana Nichel


Fontes Financiadoras:

- SENAI/FIERGS


Resumo:

A digestão anaeróbia de resíduos e biomassa é considerada uma opção de tratamento viável, uma vez que não demanda grandes áreas e permite a redução do potencial poluidor do substrato, tornando-se um instrumento energético capaz de fornecer o benefício da energia, além da produção de biofertilizante. Devido a isso, o projeto visa dar um destino energético aos resíduos sólidos de hortifrutigranjeiros, através da instalação de uma Usina Modular de Biogás, reduzindo ou evitando a destinação destes resíduos em aterros. As análises feitas no Laboratório de Biorreatores visam fornecer informações que possam subsidiar o desenvolvimento proposta. São realizados experimentos para testar o potencial do substrato em gerar biogás com teor de metano em níveis interessantes, através da combinação deste com outros substratos orgânicos.


Título do projeto: Bioecologia e controle de ácaros em agroecossistemas e ambiente natural no estado do Rio Grande do Sul
Coordenação: Dr. Noeli Juarez Ferla
Pesquisador(a):

Dr. Noeli Juarez Ferla (Bolsista de Produtividade CNPq)
Dra. Liana Johann
Dr. Eduardo Miranda Ethur
Dra. Mônica Jachetti Maciel
Dra. Claucia Fernanda Volken de Souza
Dra. Elisete Maria de Freitas


Bolsistas:

04 Bolsistas Univates, 02 Bolsistas CNPq, 02 Bolsistas FAPERGS, 02 Bolsistas de Iniciação Científica Ensino Médio.


Mestrandos:

Danielle Galvan e Patrícia Vogel.


Doutourandos:

Bruna Ehlert (PPGAD), Darliane Evangelho Silva (PPGAD), Guilherme Liberato da Silva (PPGMAA), João Siebert (PPGTA), Joseane Moreira do Nascimento (PPGBiotec), Matheus dos Santos Rocha (PPGBio), Maicon Toldi (PPGAD) e Rita Tatiane da Silva (PPGBiotec).

Pós-Doutorando - Dinarte Gonçalves (PPGAD).

 


Fontes Financiadoras:

Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal do Ensino Superior (CAPES),

Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq),

Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul (FAPERGS) 

Secretaria de Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul (SDECT- Apoio aos Polos Tecnológicos) e Centro Universitário UNIVATES.


Resumo:

O estado do Rio Grande do Sul é o maior produtor de arroz (Oryza sativa L.) do Brasil, sendo responsável por 62% da produção. Entretanto, parte dessa produção é anualmente perdida pela infestação de ácaros. Devido à importância dos ácaros para a orizicultura e a presença do ácaro fitófago Schizotetranychus oryzae Rossi de Simons (Tetranychidae) associado às populações do ácaro predador Neoseiulus paraibensis (Moraes & McMurtry) (Phytoseiidae) nas lavouras de arroz do estado, são necessários estudos para determinar a associação das duas espécies e o possível controle deste fitófago por N. paraibensis. Uma alternativa potencial de controle biológico desta praga envolve a aplicação do fungo entomopatogênico e acaricida Metarhizium anisopliae, que será avaliada através de bioensaios laboratoriais e em plantas de arroz infestadas. Estudos moleculares envolvendo a técnica de SSH (Suppression Subtractive Hybridization) também serão realizados para identificar genes diferencialmente expressos em folhas de arroz na presença do ácaro fitófago. Análise dos teores de clorofila e de peroxidação de lipídios, além da expressão do gene marcador de senescência Os SGR serão utilizadas para caracterizar a cinética do processo de senescência, assim como a análise da atividade das enzimas antioxidantes CAT, APX e SOD e a produção de O2- e H2O2 serão utilizadas para caracterizar o nível de estresse oxidativo causado pela infestação dos ácaros. Este trabalho tem como objetivo elucidar os mecanismos moleculares envolvidos na interação dos ácaros com plantas de arroz, bem como sugerir possíveis métodos para o controle biológico do ácaro fitófago S. oryzae.


Título do projeto: Desenvolvimento econômico e sociocultural da região do Vale do Taquari/RS
Coordenação: Dra. Júlia Elisabete Barden
Pesquisador(a):

Dra. Júlia Elisabete Barden
Dr. Luís Fernando da Silva Laroque
Dr. Valdir Jose Morigi
Ma. Fernanda Cristina Wiebusch Sindelar


Bolsistas:

- 3 bolsas Univates


Mestrandos:

Janaíne Trombini
Rafael Miranda Arraz
Valtuir Soares


Doutourandos:

João Francisco Fernandes Pouey
Anny Kariny Feitosa


Fontes Financiadoras:

- Centro Universitário UNIVATES
- Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal do Ensino Superior (PROSUP/CAPES)
- Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul (FAPERGS)


Resumo:

A região do Vale do Taquari, composta por 36 municípios, muito embora apresente indicadores e indicativos considerados como de “um bom nível de desenvolvimento, de acordo com os parâmetros oficiais usuais, é uma região que apresenta desigualdades internas em relação à distribuição espacial da população, da geração e da apropriação da riqueza e das condições socioeconômicas e das características socioculturais. De acordo com os estudos sobre desenvolvimento local e regional, faz-se necessário identificar os mecanismos que causam e aceleram as disparidades regionais, as quais são resultantes da ocupação étnica, da constituição territorial e da forma de organização regional, e não podem ser analisadas isoladamente do contexto nacional, devido ao entrelaçamento dos aspectos econômicos, sociais, culturais, políticos e institucionais. Sendo assim, o estudo tem como objetivo analisar o desenvolvimento econômico e sociocultural na Região do Vale do Taquari principalmente a partir do século XX, levando em consideração seus determinantes, suas dinâmicas e as suas implicações. A pesquisa se caracteriza como quanti-qualitativa e será realizada com base em pesquisa bibliográfica, documental e levantamento de dados. Como resultados, espera-se oferecer subsídios para o entendimento do modelo de desenvolvimento que se instalou na região e subsidiar políticas e ações de diferentes atores regionais e estaduais em busca da diminuição das desigualdades intra-regionais.


Título do projeto: Estudo Químico e Atividade Biológica de Plantas Nativas e Adaptadas do Rio Grande do Sul
Coordenação: Dr. Eduardo Miranda Ethur
Pesquisador(a):

Dra. Elisete Maria de Freitas
Dr. Noeli Juarez Ferla
Dra. Márcia Inês Goettert

 

Pesquisadores Externos:
Dr. Ademir Farias Morel – Departamento de Química - UFSM
Dra. Ionara Irion Dalcol – Departamento de Química - UFSM
Dra. Marilene Marcuzzo do Canto Cavalheiro – Departamento de Imunologia, Instituto Oswaldo Cruz - FIOCRUZ
Gérzia Maria de Carvalho Machado - Departamento de Imunologia, Instituto Oswaldo Cruz – FIOCRUZ


Voluntários(as):

Dra. Simone Stülp
Dra. Lucélia Hoehne
Dra. Miriam Ines Marchi


Bolsistas:

- 4 bolsas Univates

- 1 bolsa Fapergs


Doutourandos:

 Lauriano Antônio Barella


Fontes Financiadoras:

- Centro Universitário UNIVATES
- Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)
 


Resumo:

Os produtos de origem vegetal representam uma das principais fontes de insumos para as indústrias de medicamentos, do setor alimentício, cosméticos, produtos de higienge e limpeza, entre outras. A caracterização química dos constituintes das plantas, ou de seus extratos, frações e produtos isolados (produtos naturais) aliada a testes de atividades biológicas adequados, fornecem aos pesquisadores valiosas informações indicando possíveis aplicações, para os mais diversos setores da economia. A biodiversidade da flora brasileira sugere um grande potencial para a pesquisa e transformação de plantas, especialmente as medicinais, em produtos com maior valor tecnológico agregado. Porém, apesar de toda a biodiversidade brasileira apenas cerca de 600 espécies foram registradas no Ministério da Saúde para comercialização. Nesse contexto, o presente trabalho tem como objetivo avaliar a composição química, e a atividade biológica de extratos vegetais, tais como óleos essenciais, extratos aquosos e etanólicos, suas frações e principais componentes de plantas nativas e adaptadas do Rio Grande do Sul. Os extratos totais, e suas frações, são analisados quali- e quantitativamente e são avaliados frente a diversos ensaios de atividade biológica através de estudos in vitro e in vivo específicos. As principais atividades biológicas estudadas são a antibacteriana, antifúngica, antiinflamatória, acaricida, inseticida e leischmanicida.


Título do projeto: Imigração de haitianos para o Brasil: análises de um processo em construção a partir de um estudo de caso
Coordenação: Dra. Margarita Rosa Gaviria Mejía
Voluntários(as):

Dr. Daniel Granada
Ma. Fabiane Bauman
Dra. Fernanda Brod
Ma. Letícia Konrad
Ma. Marta Piccinini
Dra. Marcia Volkmer
Dra. Rosmari Cazarotto
Dra. Silvana Faleiro
Ma. Tânia Miorando


Fontes Financiadoras:

Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)


Resumo:

A crise econômica associada aos efeitos do terremoto de 2010 estimulou a emigração de haitianos para o Brasil. País latino-americano que lhes oferece melhores oportunidades de trabalho e com o qual interagem a raiz de sua atuação como responsável na “Missão das Nações Unidas para a Estabilização do Haiti”, desde 2004. Um dos destinos dos haitianos no Brasil é o Vale do Taquari no estado do Rio Grande do Sul, aonde chegam para atender a insuficiência de mão de obra “não qualificada” na região. Nossa pesquisa se foca em três município do Vale de Taquari que tem um amplo contingente de imigrantes haitianos.Com foco nesse universo empírico, a partir de uma pesquisa de campo etnográfica, indagamos: qual é a situação em que se encontram esses imigrantes haitianos, uma vez que perderam o apoio institucional que tiveram no início do processo imigratório, quando as empresas empregadoras, que protagonizaram as primeiras incursões imigratórias lhes financiavam por seis meses as necessidades básicas de moradia, alimentação e emprego; na falta de esse respaldo organizacional, quais são os mecanismos de proteção social que os imigrantes recebem em âmbito local, acional e/ou transnacional? Quais são os mecanismos de solidariedade e de ajuda mútua que os imigrantes constroem para enfrentar a exclusão social que sofrem no local de assentamento? Que elementos da cultura haitiana são recriados pelos imigrantes para resistir às adversidades decorrentes da convivência com uma sociedade marcadamente etnocêntrica?


Título do projeto: Indústrias Alimentícias: estudo de compostos orgânicos, inorgânicos e resíduos da cadeia produtiva
Coordenação: Dra. Eniz Conceição Oliveira
Pesquisador(a):

Pesquisadores externos:
Dra. Elina Bastos Caramão (Professora do PPGQ e PPGCIMAT – UFRGS)
Me. Fernando Bruxel


Voluntários(as):

Dra. Claucia Fernanda Volken de Souza
Ma. Fernanda Scherer Adami
Ma. Cristiane Ines Musa
Cristiano Giovanella
Helen Cristina Gonzatti
Caroline Saling
Denise Hentges


Bolsistas:

- 2 bolsas Univates

- 2 bolsas CNPq

- 1 bolsa Fapergs


Fontes Financiadoras:

- Centro Universitário UNIVATES;
- Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul (FAPERGS)
- Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)


Resumo:

É importante ressaltar que uma parcela significativa da indústria de transformação do Vale do Taquari (VT) é formada por agroindústrias, cujas atividades desenvolvem-se a partir da matéria-prima oriunda do setor primário, sendo que cerca de 18% dos estabelecimentos da Região desenvolve atividades de fabricação de alimentos, sendo outra parcela importante a produção vinculada ao setor de gemas. Contudo, convém destacar que o setor produtivo está sujeito à contaminação por compostos orgânicos e inorgânicos gerados por um número crescente de fontes antropogênicas e facilmente transferidas para a atmosfera, a água, o solo e plantas. Outro aspecto importante inerente de qualquer setor produtivo é a geração de resíduos que também tende a crescer conforme a elevação da produção. A hierarquia recomendada com relação ao tratamento de resíduos, em ordem decrescente de importância, é a seguinte: prevenção e redução, reciclagem e reuso, tratamento e disposição. Está provado que o custo de tratamento dos resíduos gerados é muito mais elevado do que sua prevenção. Pelas razões mencionadas, pretende-se estudar no setor alimentício a contaminação de alimentos por compostos orgânicos e inorgânicos nocivos e meios de prevenir a geração de resíduos a fim de contribuir para uma produção mais limpa e menos impactante ao meio ambiente e à saúde. Assim, amostras de produtos (alimentos, embalagens e resíduos) do setor produtivo farão parte do escopo deste estudo. Em função do volume gerado, dos meios de tratamento adotados e das características físico-químicas dos resíduos podem ser propostas melhorias ao longo da cadeia de produção. Logo, amostras de resíduos também serão coletadas e analisadas. Como metodologias serão avaliadas diferentes técnicas de extração (microextração em fase sólida, destilação e extração simultânea, extração em fase sólida) para identificar a presença destes compostos em alimentos. A identificação e quantificação dos compostos orgânicos e inorgânicos serão realizadas por espectrofotometria de absorção molecular, cromatografia gasosa e líquida. Espera-se, com o desenvolvimento deste trabalho, realizar screening dos compostos orgânicos e inorgânicos avaliados os quais afetam as características organolépticas dos alimentos. As amostras de resíduos serão analisadas com respeito às propriedades físico-químicas e biológicas que permitam enquadrá-los como classe I (perigosos), II (não inertes) ou III (inertes), conforme ABNT NBR 10.004 (2004) e avaliá-los quanto ao potencial de minimização e aproveitamento.


Título do projeto: Paisagens culturais e físicas: efeitos sobre populações animais e humanas
Coordenação: Dr. Eduardo Périco
Pesquisador(a):

Dr. Eduardo Périco
Dra. Jane Márcia Mazzarino
Dra. Margarita Rosa Gaviria Mejia
Dra. Elisete Maria de Freitas
Dra. Samantha Alves Seixa


Bolsistas:

- 4 bolsas Univates

- 1  bolsa CNPq 

- 1 bolsa Fapergs

 

 


Mestrandos:

Juliano Konze


Doutourandos:

Luciane Rosa da Silva Mohr
Laura Barbieri de Oliveira
Samuel Renner
Lydia Kotze
Reinaldo Lucas Cajaíba


Fontes Financiadoras:

- Centro Universitário UNIVATES
- Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal do Ensino Superior (CAPES)
- Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul (FAPERGS)


Resumo:

A fragmentação de hábitats é o principal problema ambiental enfrentado atualmente. Ele é provocado pelo desmatamento, para abertura de novas áreas de agricultura, pecuária ou implantação de centros urbanos. Além dos efeitos diretos da modificação do uso e ocupação da terra, que envolvem a introdução de monoculturas e espécies exóticas, poluição provocada pelo uso de agrotóxicos ou criações de animais na beira dos rios, aquecimento das cidades, concentração de vetores e endemias, existem os problemas relacionados diretamente com a fragmentação, que envolvem diretamente a perda da riqueza de espécies e de biodiversidade. Os problemas provocados pela fragmentação envolvem diminuição da área de vida das espécies silvestres, com consequente redução ou extinção de populações locais, aumento da homozigozidade por endocruzamento, diminuição do fluxo gênico e da dispersão de pólen e sementes. Os problemas sociais ligados à fragmentação envolvem a erosão e consequente perda de terras, utilização de defensivos agrícolas, provocado pelo aumento de espécies invasoras, perda da qualidade da água e consequente abandono das áreas rurais.
Como a fragmentação é inevitável, a previsão da evolução de áreas florestadas, através de modelagem, permite o estabelecimento de áreas que poderiam ser preservadas para instalação de corredores ecológicos, o que facilitaria a manutenção e movimentação de populações locais, auxiliaria a implantação de sistemas agrosilvoflorestais e reduziria os impactos negativos da fragmentação.
O presente projeto apresenta duas linhas distintas de atuação que se complementam. A primeira, baseada na fragmentação de hábitats busca integrar os dados de ecologia de espécies animais e vegetais à modelagem da bacia em questão. A segunda é baseada na fragmentação de territórios.
A partir dos resultados parciais desse estudo, percebeu-se a necessidade de entender como são vivenciadas socialmente as emancipações dos municípios, tanto por parte de quem passa a incorporar novos elementos de identidade municipal (bandeira, nome, cartografia) quanto por aqueles que habitam municípios que perderam em espaço físico e social, pois foram fragmentados.
Para pensar a construção ou desconstrução de identidades sociais nesse processo de renovação administrativa dos municípios, partimos da concepção teórica de identidade reflexiva, característica da sociedade contemporânea. Desta ótica, a identidade se constrói num meio dominado pela diversidade em termos de contatos, diferenças e disputas que colocam cada sujeito, diante dos outros, individualmente e sem “comunidade” de pertencimento fixo, exclusivo ou definitivo. O sujeito assume identidades diferentes em momentos diferentes, identidades que não são referenciadas ao redor de um “eu” coerente. Portanto evidencia-se em cada sujeito identidades contraditórias lançando-se em várias direções, de modo que suas identidades estão sendo deslocadas. O foco principal nesta parte do trabalho é o exame da identidade com a terra, entendendo que a categoria social “terra” utilizada no âmbito do espaço rural equivale àquilo que o discurso acadêmico chama de território.


Título do projeto: Práticas Ambientais e Redes Sociais III: comunicação e cidadania
Coordenação: Dra. Jane Márcia Mazzarino
Pesquisador(a):

Dra. Jane Márcia Mazzarino
Dra. Margarita Rosa Gaviria Mejia
Dr. Eduardo Perico
Dra. Luciana Turatti


Voluntários(as):

Katarini Giroldo Miguel
Daiani Clesnei da Rosa
Rosane Rosa
Artur Lazzari
Vinícius Dos Santos Flôres
Patricia Angela Grisa de Assis
Rodrigo de Azambuja Brod
Daniela Marqueli Delarmelin
Natascha Bouvier
Mônica Damasceno


Bolsistas:

- 4 bolsas Univates


Mestrandos:

Bruna Ginger
Marcus Vinícius Staudt

 


Doutourandos:

Laura Barbieri de Oliveira
João Carlos Britto
Josiane Paula da Luz
Derli Juliano Neuenfeldt
Luzia Klunk
Thanabi Calderan


Fontes Financiadoras:

- Centro Universitário UNIVATES
- Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)


Resumo:

O problema de pesquisa situa-se no uso do campo midiático virtual para manifestações ambientalistas de organizações da sociedade civil e internautas pautados por estas organizações. A pesquisa organiza-se em quatro níveis de análise: produção de notícias ambientais pelas organizações; comparação das lógicas de midiatização dos temas ambientais entre mídias comerciais e da sociedade civil organizada; repercussão das notícias ambientais publicadas pelas organizações nas suas redes sociais; discussão dos conceitos de comunicação pública, direito à informação, comunidade, cidadania e governança ambiental a partir da análise cruzada dos níveis anteriores.
O objetivo geral do estudo é investigar os processos de comunicação ambiental (mediados por computador) engendrados pelas organizações da sociedade (ONGs, comunidades do facebook, comitês de bacias hidrográficas, organizações governamentais, etc..) e suas repercussões nas redes sociais, de modo a se comparar com as práticas das mídias comerciais e discutir sua relação com as dimensões do conceito de governança ambiental
Teoricamente discute-se os pressupostos do campo jornalístico, nas redes sociais e na sua relação com os conceitos de comunicação pública, direito à informação, comunidade, cidadania e governança ambiental.
O método de análise é qualitativo. O estudo se restringe ao processo de midiatização do tema ambiental recursos hídricos nas mídias virtuais das referidas organizações. Utilizar-se-á das pesquisas bibliográfica e documental. O tratamento dos dados será por meio da análise dos discursos e do estudo comparativo.
O projeto atrela-se ao Grupo de Pesquisa CNPq Comunicação, Educação Ambiental e Cidadania (CEAMI), que além do viés acima detalhado inclui pesquisas da interface entre comunicação e educação ambiental, utilizando-se de metodologias participativas que incluem vivências na natureza e experimentações com audiovisuais, processos que são etnografados.


Título do projeto: Sustentabilidade em Propriedades Produtoras de Leite
Coordenação: Dra. Claudete Rempel
Pesquisador(a):

Dra. Claudete Rempel
Dr. Claus Haetinger
Dra. Mônica Jachetti Maciel


Voluntários(as):
Me. Rafael Rodrigo Eckhardt
Ma. Eloísa Markus
Me. Jonas Bernardes Bica
Me. Cristian Mateus Zerwes
Me. Edson Moacir Ahlert
Ma. Jaqueline de Bortoli
Dra. Arlete Eli Kunz da Costa
Dra.Claudete Moreschi

Bolsistas:

4 BICs Univates
1 PROBIC FAPERGS
1 PIBIC CNPq
2 PIBIC EM CNPq 


Mestrandos:

Alexandre Batista Scheifler


Doutourandos:

Rodrigo de Lara Rother


Fontes Financiadoras:

- Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul (FAPERGS)
- Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)


Resumo:

A avaliação da sustentabilidade ambiental das propriedades rurais que atuam com a produção leiteira está sendo realizada na região do RS denominada Vale do Taquari e é o foco central desta proposta. Para tanto, busca-se a elaboração do diagnóstico e propostas de soluções e inovação em metodologia a partir da transferência efetiva de conhecimento para a Gestão Pública, objetivando a melhoraria de processos, sistemas e atendimentos, bem como interagir com os órgãos de assistência técnica, extensão rural e produtores rurais para adequar o processo produtivo às exigências legais ambientais e práticas de produção sustentáveis. A sustentabilidade das propriedades rurais é uma necessidade cada vez mais discutida, tanto pela população quanto pelos órgãos governamentais. Vários produtores buscam se adequar a novas formas de produzir que sejam menos agressivas ao meio ambiente. Para isso é necessário o cuidado com o ambiente, pois sem este cuidar é impossível encontrar o caminho para a sustentabilidade O objetivo deste trabalho é realizar a avaliação da sustentabilidade ambiental das propriedades rurais que atuam com a produção leiteira na região de abrangência do Conselho Regional de Desenvolvimento do Vale do Taquari, buscando interagir com os órgãos de assistência técnica, extensão rural e produtores rurais para adequar o processo produtivo às exigências legais ambientais e práticas de produção sustentáveis. Primeiramente é feito o contato com a Secretaria de Agricultura e EMATER dos municípios da região do Vale do Taquari. Após o agendamento das visitas, são avaliados nove indicadores: deposição de dejetos, fontes de água, área de proteção ambiental, reserva legal, utilização de agrotóxicos e fertilizantes, declividade da propriedade, erosão, queimadas e usos da terra. Estes nove indicadores são subdivididos em 14 subparâmetros. A partir destas variáveis, são construídas matrizes de ponderação com os subparâmetros, nas quais dados quantitativos, obtidos em campo e em laboratório, são transformados em índice de sustentabilidade, expressos numericamente.A situação dos nove parâmetros avaliados é correlacionada com a qualidade físico-química e microbiológica da água utilizada para dessedentação animal e consumo humano. Além disso, é realizado análise do solo utilizado para pastagens do gado leiteiro, bem como a qualidade microbiológica do leite. Também está sendo realizada a florística e fitossociologia das APPs e RL.


Título do projeto: Tecnologias aplicadas às ciências ambientais: degradação, reuso, geração de energia e biomateriais
Coordenação: Dra. Simone Stülp
Pesquisador(a):

Dra. Simone Stülp (Bolsistas de Produtividade em Desenvolvimento Tecnológico e Extensão Inovadora do CNPq)
Dr. Odorico Konrad
Dr. Maurício Hilgemann
Dr. Leandro Machado de Carvalho (UFSM)
Me. João Alberto Fioravante Tassinary


Voluntários(as):

Melissa Tonini Botassoli
Karoline Bohrer


Bolsistas:

- 5 bolsas Univates

- 1 bolsa CNPq 

- 1 bolsa Fapergs


Mestrandos:

Guilherme Kuhn Falcão


Doutourandos:

Paula Bianchetti
Fernanda Cristina Wiebusch Sindelar
Maria de Lourdes Magalhães
Daniela Mueller de Lara


Fontes Financiadoras:

- Centro Universitário UNIVATES
- Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal do Ensino Superior (CAPES)
- Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul (FAPERGS)
- Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)
- Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia (SDECT)
- Naturovos
- Ecocitrus
- Pedras Oriente


Resumo:

Com o avanço das problemáticas e impactos ambientais, são necessários estudos que foquem no desenvolvimento de tecnologias que sejam aplicadas aos sistemas ambientais. Dentre estas tecnologias, podem-se destacar tecnologias que visem ao reuso tanto de água como de insumos em diferentes processos, ou ainda aquelas que propiciem a geração de energia e obtenção de novos materiais. Ainda, dentro do campo das ciências ambientais, estudos relacionados com a bioprospecção de produtos naturais são necessários para que os recursos da biodiversidade possam ser melhor preservados, e portanto, estudos de degradação de substâncias com atividade antioxidante e antinflamatória são necessários para melhor compreensão dos mecanismos de atuação. Diante do exposto, o presente projeto de pesquisa, em continuidade, visa o estudo de tecnologias aplicadas às ciências ambientais, por meio de estudos de degradação, reuso, geração de energia e obtenção de biomateriais, contemplando, desta forma, aspectos ligados à linha de pesquisa Tecnologia e Ambiente.


Título do projeto: Testes de desempenho, emissões e operação de Biometano e GNV em motores convencionais
Coordenação: Dr. Odorico Konrad
Bolsistas:

Hélin Cristina Bianchini


Fontes Financiadoras:

- Sulgás


Resumo:

O Biometano (GNVerde) é um produto ainda aguarda definições quanto a sua classificação, e em consulta a Agência Nacional de Petróleo (ANP) foram solicitados para Sulgás resultados de testes com motores, incluindo relatório com dados referentes a emissões, desempenho e durabilidade dos motores em testes de bancada com o combustível, contendo lista das substâncias emitidas e seus riscos. A pesquisa pretende, portanto, através de testes operacionais, análises técnicas e físico-químicas, qualificar e quantificar os dados referentes a emissões de gases, desempenho, durabilidade e operação de motores de combustão interna. Aplicando-se para tanto, os combustíveis Biometano, Gás Natural Veicular, e Gasolina em motores convencionais.


Título do projeto: Título do Projeto: Sociedade Indígena Kaingang na Bacia Hidrográfica Taquari-Antas, Rio Grande do Sul/Brasil
Coordenação: Luís Fernando da Silva Laroque
Pesquisador(a):

Luís Fernando da Silva Laroque


Voluntários(as):

Prof. Dra Neli Teresinha Galarce Machado
Prof. Dr. André Jasper
Doutorando Sidnei Wolf
Mestre Emeli Lappe
Mestranda Marina Invernizzi
Mestrando Moisés Ilair Blum Vedoy
Mestranda Tuani de Cristo


Fontes Financiadoras:

Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)


Resumo:

Esta proposta de pesquisa visa estudar e aprofundar questões de caráter histórico, para a construção de um cenário indígena na região. O recorte espacial abrange territórios da Bacia Hidrográfica Taquari-Antas, Rio Grande do Sul, principalmente da região Vale do Taquari, que na atualidade possui 36 municípios em sua configuração política, localizados no centro leste do estado. Tem como objetivo analisar o processo ocupacional e dinâmicas históricas/culturais da Sociedade Kaingang no século XIX e seus desdobramentos no tempo presente, em territórios localizados na Bacia Hidrográfica Taquari-Antas, Rio Grande do Sul/Brasil. Justifica-se pelo fato do Programa de Pós-Graduação em Ambiente e Desenvolvimento possuir uma área de concentração em Espaço, Ambiente e Sociedade que desenvolve estudos sobre o processo histórico de ocupação ambiental, bem como uma linha de pesquisa Espaço e Problemas Socioambientais, em que são pontos de investigação o planejamento e histórico da ocupação rural e urbana do ambiente, a sociedade humana e as suas alterações no espaço sóciogeoambiental. Os problemas levantados são: Que territórios da Bacia Hidrográfica Taquari-Antas os Kaingang ocuparam no passado e na atualidade? Quais as relações estabelecidas com os demais grupos étnicos, tais como açorianos, alemães, italianos e seus descendentes que também ocuparam/ocupam territórios da Bacia Hidrográfica Taquari-Antas? Quais as continuidades e transformações de elementos históricos culturais perceptíveis na Sociedade Kaingang? A metodologia caracteriza-se por uma abordagem etnohistórica, de cunho qualitativo e de natureza descritiva. Os procedimentos metodológicos consistem em levantamento bibliográfico, documental e atividades de campo envolvendo prospecções arqueológicas e a utilização da história oral. Ressaltamos que há estudos indicando que imigrantes europeus chegados a partir da segunda metade do século XVIII, bem como escravos africanos estabeleceram-se em territórios da Bacia Hidrográfica Taquari-Antas tradicionalmente ocupados pelos Kaingang, conforme ilustram trabalhos arqueológicos e pesquisas históricas sobre os Kaingang no século XIX. Tratando-se de um período mais recente, sobretudo, a partir de meados do século XX há estudos monográficos preliminares apontando processos de (re) territorializações Kaingang em algumas regiões da Bacia Taquari-Antas.


Outros

Título do projeto: Análise da situação de saúde da população cadastrada no SIAB e acompanhamento da implantação do e-SUS no município de Lajeado/RS – Brasil
Coordenação: Dra. Ioná Carreno
Pesquisador(a):

Dra. Ioná Carreno
Dr. Daniel Granada da Silva Ferreira
Dr. Glademir Schwingel
Dr. Eduardo Périco
Dra. Ana Lúcia de Lourenzi Bonilha


Voluntários(as):

5 alunos voluntários


Fontes Financiadoras:

- Centro Universitário UNIVATES
- Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)
- Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul (FAPERGS)

 


Resumo:

Em 2013, o grupo de pesquisa analisou as condições de saúde da população cadastrada no Sistema de Informação da Atenção Básica (SIAB) de 2011 e 2012, mostrando que há informações relevantes a ser aprofundadas referentes à condição e situação de saúde da população de Lajeado. No ano de 2015 ocorre à continuidade deste estudo, abrangendo o ano de 2013 na análise da saúde desta população. O objetivo geral é analisar a situação de saúde da população cadastrada no SIAB e acompanhar a implantação do e-SUS no município de Lajeado/RS Brasil; os objetivos específicos são: comparar o perfil sociodemográfico e sanitário da população cadastrada pela ficha A no SIAB, entre os anos de 2011 a 2013; estimar a prevalência das principais morbidades e avaliar os fatores associados; avaliar a evolução das feridas dos indivíduos com Diabetes Melittus, conforme cadastro na ficha B-DIA, tratados com a planta medicinal Croton lechleri; analisar as condições da saúde materna e da saúde da criança e avaliar os fatores associados; conhecer a percepção dos Agentes Comunitários de Saúde e dos usuários sobre a visita domiciliar e o preenchimento do SIAB; e, analisar a distribuição espacial da prevalência das principais doenças encontradas nas nove áreas de Lajeado, entre os anos de 2011 e 2013. Este projeto de pesquisa busca a integração entre pesquisa-extensão-ensino, desta forma há dois objetivos específicos, que são: promover curso de capacitação sobre epidemiologia e bioestatística para os profissionais da Secretaria de Saúde Municipal, docentes e discentes da IES; e, promover cursos de capacitação aos Agentes Comunitários de Saúde, docentes e discentes da IES conjuntamente com os profissionais da Secretaria de Saúde Municipal sobre o sistema de informação em saúde e-SUS. Este estudo integra a área da epidemiologia, é do tipo descritivo-exploratório, transversal, retrospectivo, com abordagem quali-quantitativa. A área delimitada deste estudo é o município de Lajeado. Será calculado o tamanho de amostra de usuários conforme prevalência de hipertensão, adotando nível de confiança de 95% (via WinPepi- 10.7). Adotando a maior estimativa, mais 10% para inconsistência e 5% para prováveis perdas. Inicialmente será organizado um banco de dados na planilha do Excel, onde serão depositadas as informações. Após esta etapa, o banco de dados será exportado para o programa software SPSS versão 22.0 onde serão realizados correlações e testes estatísticos paramétricos (teste t de Student e ANOVA e não paramétricos (teste do qui-quadrado (x ) e Kruskal-Wallis), expressos como a média e erro padrão da média. Para todos os testes será adotado um nível de significância (p ≤ 0,05). Para conhecer a percepção dos agentes comunitários de saúde (ACS) sobre o SIAB e e-SUS será realizada entrevista com 3C ACS, escolhidos aleatoriamente, três de cada uma das nove áreas. Em relação aos usuários, igualmente, serão escolhidos aleatoriamente três de cada área, totalizando 30 usuários, ou conforme saturação de dados em ambos os casos. Para avaliar as feridas (úlceras crônicas em membro inferior) de diabéticos, a amostra será aleatória, composta por doze usuários diabéticos cadastrados no SIAB, acima de 50 anos de idade e com ferida há mais de três meses. Seis usuários deverão ter a ferida sem resposta ao tratamento convencional, mas irão mantê-lo na rede básica de saúde e outros seis usuários utilizarão a pomada com seiva de Croton lechleri. Para realização da distribuição espacial da prevalência das morbidades do município de Lajeado, será utilizado o mapa da cidade com a divisão geográfica das áreas (bairros). Para construção desses mapas será utilizado o programa CorelDraw X3", versão 13.0.0.576 ano 2005 e Terra View. Portanto, os resultados deste estudo poderão subsidiar novas pesquisas de diversas áreas da saúde, com aprofundamento de temas; e como contribuição científica irá auxiliar na qualificação da gestão municipal por meio de planejamento e ações desencadeadas conforme a necessidade de saúde da população, otimizando recursos financeiro e humano; e, busca a melhor utilização do SIAB do e-SUS, pela equipe de saúde e gestão municipal. Assim, este estudo visa melhorar as condições de saúde dos residentes de Lajeado, de forma que a atenção à saúde seja interdisciplinar e com atenção integral a saúde da população.


Título do projeto: A Saúde Materna e a Rede de Atenção à Saúde do município de Lajeado/RS
Coordenação: Dra. Ioná Carreno
Pesquisador(a):

Dra. Fernanda Scherer
Dra. Priscila Pavan Detoni
Dr. Daniel Granada da Silva Ferreira
Dra. Ana Lúcia de Lourenzi Bonilha


Voluntários(as):

Dra. Adriane Pozzobon

8 alunos voluntários


Bolsistas:

2 bolsa Univates
2 bolsa FAPERGS


Fontes Financiadoras:

- Centro Universitário Univates
- Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul (FAPERGS)


Resumo:

O estudo busca analisar a saúde materna das mulheres da região do Vale do Taquari, região central do Estado do Rio Grande do Sul. O estudo busca desenvolver uma investigação sobre as principais morbidades que atingem as gestantes de alto risco e que possivelmente comprometem o desenvolvimento do bebê no período perinatal. Além de discutir e analisar as formas de nascimento destes bebês na região; também, analisará o perfil sociodemográfico, obstétrico e neonatal, e investigará o acesso à saúde das gestantes de alto risco no Ambulatório de Alto Risco (AGAR). O estudo se propõe a analisar as estratégias desencadeadas pelos profissionais da saúde e as políticas públicas de saúde vigentes em relação à saúde materna e infantil. A partir da análise dos fatores maternos irá se desenvolver estudos sobre as condições perinatais dos recém-nascidos. Estudo epidemiológico, transversal, retrospectivo e prospectivo, abrangendo o município de Lajeado e a região do Vale do Taquari, analisando dados de 2014 a 2016. Por meio dos resultados será possível conhecer os possíveis fatores associados que provocam adoecimento nas mulheres grávidas e, consequentemente, nos recém-nascidos. Estas medidas poderão garantir melhora das condições de saúde da população, evitando a ocorrência de morbidades severas e complicações que levem a agravos irreversíveis maternas e infantis.


Título do projeto: Gestão da demanda hídrica em sistemas produtivos agroalimentares do Vale do Taquari
Coordenação: Carlos Cândido da Silva Cyrne
Pesquisador(a):

Carlos Cândido da Silva Cyrne
Guilherme Garcia de Oliveira 


Bolsistas:

- 3 bolsas Univates


Fontes Financiadoras:

Centro Universitário Univates


Resumo:

É conhecida a importância do agronegócio na economia brasileira e seus impactos na geração de empregos e distribuição de renda. Atualmente, o agronegócio é responsável por cerca de 40% do Produto Interno Bruto do país, estima-se que cerca de 35% da população economicamente ativa esteja desenvolvendo suas atividades no agronegócio, fato que se repete no Vale do Taquari. A região do Vale do Taquari (VT), localizada na região central do Rio Grande do Sul (RS), representa aproximadamente 3% da população do RS e em relação aos aspectos econômicos, em 2008, o VT possuía um PIB que representava 3,10% do RS. Em termos de Valor Adicionado Bruto ? VAB (2009) 51,85% era formado no setor de serviços, 13,48% no setor da agropecuária, 34,67% na indústria de transformação. As atividades desenvolvidas no setor primário estão alicerçadas na pequena produção rural e concomitantemente há parcela significativa da indústria de transformação formada por agroindústrias, cujas atividades desenvolvem-se a partir da matéria-prima oriunda do setor primário. Neste contexto, compreender o funcionamento dos sistemas agroalimentares reveste-se de importância, sendo assim pesquisa propõe-se atuar, em uma primeira fase, junto a dois dos elos da cadeia produtiva: os produtores e a indústria de suínos e de aves, mesmo sabendo que não há como desconsiderar a ótica do pensamento sistêmico, no qual está presente a lógica do sistema aberto, que interage com o meio, afetando e sendo afetado, recebendo inputs e gerando outputs. De outro lado tem-se os recursos hídricos que são estratégicos para o funcionamento dos sistemas agroalimentares dentro das cadeias de suínos e aves, sendo importante destacar que embora o Brasil disponha de significativa reserva hídrica esta apresenta, diferenças regionais significativas em virtude da variabilidade climática natural e antrópica. No Rio Grande do Sul, o setor agroalimentar é o maior consumidor de água, correspondendo a mais de 90% do consumo em muitas bacias hidrográficas do Estado, sendo assim a pesquisa tem como objetivo analisar e propor medidas para a otimização da gestão da demanda hídrica em sistemas de produção agroalimentar, no segmento de carnes, no Vale do Taquari ? RS, de modo geral, almeja contribuir com a mitigação da demanda hídrica em sistemas agroalimentares, na produção primária e industrial, de carnes de aves e suínos no Vale do Taquari.


Título do projeto: Governança e tecnologias de gestão e cuidado nas condições crônicas
Coordenação: Dra. Cássia Regina Gotler Medeiros
Pesquisador(a):

Dra. Giselda Veronice Hahn
Dra. Olinda Maria de Fátima Lechmann Saldanha
Dra. Luís Cesar de Castro
Ma.Gisele Dhein
Me .Maurício Teixeira
Ma. Marilucia Vieira dos Santos
Dra. Magali Teresinha Quevedo Grave
Dra. Lydia Christman Espindola Koetz
Dra. Luísa Scheer Ely
Dr. Carlos Leandro Tiggemann


Voluntários(as):

Isabel Schuster Argenton
Melisse Paloschi


Bolsistas:

2 bolsas Univates


Fontes Financiadoras:

Centro Universitário UNIVATES


Resumo:

Esta pesquisa tem como objetivo analisar o impacto da governança regional na organização da rede de atenção nas condições crônicas (CC) e de tecnologias de gestão e cuidado na qualificação desta rede, em dois municípios da Região de Saúde 29/RS. Será realizada pesquisa participante, por meio de encontros mensais com equipes de atenção básica (AB) que atuam em dois municípios situados no interior do Vale do Taquari. Os encontros têm o objetivo de viabilizar ações de Apoio Matricial e Institucional. Ao final do período destinado ao apoio serão realizados grupos focais com as equipes participantes, a fim de avaliar seus efeitos nos processos de trabalho. Também serão realizadas entrevistas com usuários que possuem doenças crônicas e que residem nos dois municípios alvo do apoio, a fim de avaliar o impacto das atividades na atenção em saúde realizado pelas equipes de AB. Os dados serão analisados conforme análise de conteúdo. A governança regional será analisada a partir de entrevistas com as equipes gestoras dos municípios participantes. Estudos epidemiológicos são objetivos do projeto, no qual a mortalidade precoce evitável por CC mais prevalentes na região de saúde 29, no período de 2001 a 2012, será investigada em dados secundários, obtidos nos sistemas de informação do MS, disponíveis no DATASUS. Será analisada a tendência e o perfil destes óbitos segundo sexo e idade. Será traçado o perfil epidemiológico da população por meio de um inquérito populacional nos municípios, sendo que a estimativa do tamanho amostral será definida por meio de estudo piloto. As medidas serão obtidas por meio de um questionário estruturado sobre características sociodemográficas, fatores relacionados à presença de doenças crônicas; obesidade, hábito de fumar, consumo de álcool, uso de medicamentos e padrão de alimentação. Medidas de frequências relativas e absolutas, assim como medidas de tendências centrais como média, mediana e desvio padrão serão calculadas de modo a descrever o perfil epidemiológico da amostra do estudo. A qualidade dos serviços de AB será investigada utilizando-se o instrumento PCAtool versão Usuário Adulto, o qual avalia o acesso ao primeiro contato, longitudinalidade, coordenação do cuidado, integralidade, orientação comunitária, orientação familiar, competência cultural e grau de afiliação ao serviço.


Título do projeto: Planejamento regional integrado: desenvolvimento da rede de saúde na atenção às condições crônicas na região 29/RS
Coordenação: Dra. Cássia Regina Gotler Medeiros
Pesquisador(a):

Dra. Cássia Regina Gotler Medeiros
Dra. Magali Teresinha Quevedo Grave
Dra. Olinda Maria de Fátima Lechmann Saldanha
Ma. Lydia Christmann Espíndola Koetz


Voluntários(as):

Dr. Glademir Schwingel
Ma. Marilucia Vieira dos Santos
Ma. Gisele Dhein
Dr. Luís César de Castro
Letícia Bavaresco
Mariana Job Kasper


Bolsistas:

- 1 bolsa Univates

- 1 bolsa Fapergs


Fontes Financiadoras:

- Centro Universitário UNIVATES
- Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul (FAPERGS/PPSUS)


Resumo:

Esta proposta do Grupo de Estudos em Desenvolvimento de Sistemas de Saúde (GEDESS), vinculado ao Centro Universitário UNIVATES/Lajeado-RS dá continuidade à pesquisa “Condições Crônicas na 16ª Regional de Saúde/RS” realizada no ano de 2013. O planejamento regional integrado previsto no decreto 7508/2011, constitui-se como um processo novo na medida em que propõe metas regionais, o Contrato Organizativo da Ação Pública (COAP) e a organização do sistema a partir da definição de critérios mínimos para a constituição de regiões de saúde. Os objetivos deste estudo são analisar este processo na Região 29/RS e contribuir para a reestruturação da rede de atenção integral às condições crônicas. Trata-se de um estudo de caso exploratório e descritivo, de abordagem qualitativa, com informações provenientes de entrevistas semiestruturadas com equipes gestoras inseridas no processo, tanto dos municípios como da Coordenadoria Regional de Saúde (CRS), assim como a observação participante em reuniões da Comissão Intergestores da Região 29. Serão selecionados intencionalmente para a entrevista gestores dos municípios e servidores da CRS, utilizando também como critério de inclusão o tempo mínimo de um ano no cargo e participação efetiva nas reuniões da Comissão Intergestores Regional (CIR). As entrevistas têm por objetivo verificar, na percepção dos atores envolvidos no processo de planejamento, quais as potencialidades e entraves neste processo. Para análise das entrevistas utilizar-se-á o método de análise de conteúdo, apresentando as categorias emergentes. Outro método utilizado será a análise documental, realizada a partir dos planos de saúde dos municípios selecionados para as entrevistas. Nestes, será investigado como os municípios elaboraram a análise de situação e atenção às condições crônicas, bem como os objetivos e metas que estabeleceram em relação ao enfrentamento a estes agravos. A partir dos resultados obtidos com os métodos acima, serão selecionados dois municípios, onde será proposto apoio institucional e matricial para a qualificação da rede de atenção às condições crônicas, tendo por base referências teóricas amplamente reconhecidas, mas adaptadas à realidade locorregional. A escolha dos municípios será intencional, partindo da disponibilidade da gestão e sua equipe. No final dos encontros com os municípios, serão realizados grupos focais com as equipes para verificar os resultados desta ferramenta na qualificação da rede de atenção às pessoas com condições crônicas. Analisar este processo poderá fornecer subsídios importantes para o desenvolvimento do sistema regional de saúde, e em especial, da atenção à saúde das pessoas com condições crônicas.


Título do projeto: Qualidade de vida e sustentabilidade
Coordenação: Dra. Claudete Rempel
Pesquisador(a):

Ioná Carreno
Magali Teresinha Quevedo Grave
Lydia Christmann Espindola Koetz


Bolsistas:

1 bolsa Univates


Mestrandos:

Claudionor Nunes Cavalheiro


Doutourandos:

Rodrigo de Lara Rother
Claudete Moreschi


Fontes Financiadoras:

- Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul

- Coordenação de Aperfeiçoamento Pessoal de Ensino Superior

- Conselho Nacional de Pesquisa


Resumo:

O grupo de pesquisa em qualidade de vida e sustentabilidade foca a sustentabilidade social e procura avaliar determinantes para qualidade de vida de diversos agentes, como produtores rurais, professores, pessoas com diabetes, praticantes de atividades físicas e sedentários. Para avaliação da qualidade de vida, nos domínios físico, psicológico, ambiental e das relações sociais, utiliza-se o questionário autoaplicável World Health Organization Quality of Life (WHOQOL- Bref) da organização mundial da saúde (OMS) e instrumentos específicos, tais como: a Escala Visual da Dor (EVA), flexibilidade, exames bioquímicos, como proteína C reativa e cortisol além de serem aplicados questionários desenvolvidos para cada grupo em estudo com questões subjetivas e objetivas que avaliaram a relação entre os níveis de qualidade de vida e outras variáveis. Até o presente, foram analisadas as condições de qualidade de vida de participantes de Centro de Tradições Gaúchas (CTGs) no estado de Roraima, de professores de instituições comunitárias gaúchas, de ordenhadores de comunidade do interior do Mato Grosso e praticantes de Pilates, comparando a qualidade de vida destes com sedentários. Está se iniciando o trabalho com pessoas atendidas pelas Estratégias de Saúde da Família do município de Lajeado, cadastradas no SIAB, que possuem Diabetes Mellitus tipo 2. Os dados obtidos indicam para uma boa qualidade de vida nos grupos estudados, havendo variações nos escores analisados, sendo que na maioria dos casos a qualidade de vida no domínio ambiental é a que apresenta os menores escores.