Iniciação Científica e Tecnológica

O que é ser bolsista?

Ser bolsista de iniciação científica ou tecnológica é uma oportunidade ímpar que visa atender alunos de graduação, colocando-os em contato com grupos e linhas de pesquisa. Além de proporcionar a aprendizagem de técnicas e métodos de pesquisa, bem como estimular o desenvolvimento do pensar cientificamente e da criatividade, pelo confronto com os problemas de pesquisa cientifica e ou tecnológica, despertando assim potenciais talentos para a pesquisa.

Quais as atividades?

O bolsista desenvolve atividades em todas as etapas do projeto, realizando os procedimentos e técnicas experimentais inerentes ao mesmo, além de contribuir com as etapas de revisão de literatura, organização e análise dos resultados obtidos, e a apresentação do trabalho desenvolvido em eventos técnico-científicos.

Como a participação em projetos de pesquisa pode enriquecer o futuro do bolsista de pesquisa?

A atuação do aluno de graduação na iniciação científica e/ou tecnológica contribui na sua formação como indivíduo capaz de buscar conhecimentos despertando a vocação científica, auxiliando para a formação de recursos de qualquer atividade profissional, e para o fortalecimento da capacidade inovadora de empresas no País. A experiência como bolsista permite ao aluno desenvolver habilidades de expressão oral e escrita, além do trabalho em grupo, contribuindo para a formação do cidadão pleno, com condições de participar de forma criativa e empreendedora na sua comunidade, características importantes para qualquer carreira profissional.

Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico

O Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) disponibiliza o Painel dos Programas Institucionais de Iniciação Científica e Tecnológica, no qual é possível consultar o número de bolsas com as quais as instituições são contempladas.

Ver Painel dos Programas Institucionais de Iniciação Científica e Tecnológica

Criado em 1951, o CNPq, agência do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), tem como principais atribuições fomentar as pesquisas científica e tecnológica e incentivar a formação de pesquisadores brasileiros, desempenhando papel primordial na formulação e condução das políticas de ciência, tecnologia e inovação. Sua atuação contribui para o desenvolvimento nacional e o reconhecimento das instituições de pesquisa e dos pesquisadores brasileiros pela comunidade científica internacional.

A Univates conta atualmente com 142 bolsistas de iniciação científica, sendo 12 são vinculados ao Edital do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (Pibic) e nove ao Programa Institucional de Bolsas de Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação (Pibiti). Ainda, além dessas, a Instituição conta com quatro bolsas Pibic-EM, destinadas a alunos de Ensino Médio.