Notícias

Professora conta desafios de lecionar no Timor-Leste
Professora conta desafios de lecionar no Timor-Leste

Professora conta desafios de lecionar no Timor-Leste

A professora e socióloga do Centro de Ciências Humanas e Jurídicas (CCHJ) da Univates Shirlei Mendes da Silva foi selecionada para lecionar durante o ano letivo de 2012 na Universidade Nacional de Timor-Leste (UNTL). Ela envia notícias periódicas das atividades desenvolvidas nesse país.

 

Chegando à UNTL

A proposta de lecionar na Universidade Nacional de Timor-Leste, em Díli, Timor-Leste, surgiu em novembro de 2011, no Brasil. Até então, confesso que sabia muito pouco sobre a heroica história deste país. Comecei a ler sobre Timor e, quando cheguei aqui, no dia 07 de fevereiro de 2012, minha curiosidade era cada vez maior, pois o país tem uma cultura muito diferente da cultura ocidental.

Comecei a lecionar no curso de Ciências Governamentais, do Departamento de Ciências Sociais, em Caicole. Meu primeiro desafio, a língua. A maioria dos alunos pouco sabe de português e eu quase nada sei de tétum. Mas descobri, aos poucos, que as duas línguas oficias se conversam, ou seja, o tétum praça incorporou muitas palavras do português. Isto tem ajudado na comunicação em sala de aula. Creio que a flexibilidade do docente é fundamental para uma boa interação com os alunos. Desde minha primeira aula procurei privilegiar a comunicação e, com isso, o desafio foi dar conta do conteúdo proposto para o semestre.

Ainda é cedo para avaliar os resultados do primeiro semestre em sala de aula. Vejo a educação como um processo a médio prazo. Talvez até o final do ano possamos ter alguns resultados objetivos. Por enquanto, ainda temos muito trabalho pela frente. Nossos alunos aqui na UNTL precisam ler mais, estudar mais e precisam de melhores condições para isso, como, por exemplo, o acesso a dicionários e a livros em português. É preciso incentivarmos práticas de pesquisa e grupos de estudo, como, por exemplo, o trabalho do grupo de Estudos Timor-Brasil. Este grupo criado a partir de março do corrente ano é formado por docentes brasileiros e docentes e alunos timorenses, reunindo-se, quinzenalmente, na Sala de Encontros do Centro Nacional de Investigação Científica (CNIC) da UNTL. Temos feito belas discussões em português e, quem sabe, até o final do ano possamos registrar este trabalho em alguma revista científica.

Finalmente, parece que a Internet está chegando ao nosso câmpus, e isto facilitará a pesquisa e a conexão global dos alunos. Sinto-me muito feliz em participar deste processo e espero estar correspondendo às expectativas de nossos alunos e também dos docentes timorenses. Quero agradecer pelo convite para escrever no Jornal Solidariedade, do Peace Center, e elogiar o esforço e a iniciativa dos alunos voluntários que trabalharam para a edição desse importante veículo de comunicação discente.

 

Shirlei Mendes da Silva

de Díli, Timor-Leste

Alaf joga no Complexo Esportivo no próximo sábado
Alaf joga no Complexo Esportivo no próximo sábado

Alaf joga no Complexo Esportivo no próximo sábado

No próximo sábado, dia 16 de junho, às 20h, no Complexo Esportivo da Univates, o time da Associação Lajeado de Futsal (Alaf) enfrenta a equipe Sananduva, pela última partida do primeiro turno do Campeonato Estadual de Futsal – série ouro.

Nesta temporada, a competição será disputada em dois turnos: jogos de ida e volta, e se classificam os oito primeiros para o mata-mata. O grupo de jogadores treina em dois turnos sob orientação do técnico Giba e do preparador físico, Henrique Pretto.

No momento, a Alaf ocupa a sétima posição com 12 pontos.

Incubadora Tecnológica da Univates aprova inclusão de mais cinco incubadas
Incubadora Tecnológica da Univates aprova inclusão de mais cinco incubadas

Incubadora Tecnológica da Univates aprova inclusão de mais cinco incubadas

A Incubadora Tecnológica da Univates (Inovates), por meio do seu comitê diretor, aprovou, no último mês, a incubação de cinco novas empresas: Customers Consultoria Empresarial, Kdoze, SIS, Terpermix e TG Engenharia Empresarial. As novas empresas serão apresentadas em reunião, que ocorrerá no dia 15 de junho, na Inovates, e iniciarão suas atividades nos próximos dias.

Alunos da Univates definem atividades que realizarão no Pará
Alunos da Univates definem atividades que realizarão no Pará

Alunos da Univates definem atividades que realizarão no Pará

Oito alunos e dois professores da Univates, que participarão do Projeto Rondon – Operação Açaí –, em julho, no Pará, realizaram reunião para definir as atividades que serem realizadas no município de Curralinho, distante 130km de Belém, capital do estado. O grupo do Vale do Taquari desenvolverá 40 atividades com foco na educação ambiental, inclusão digital, produção de rádio e materiais informativos; desenvolvimento de trabalho cooperativo; artesanato e turismo.

A equipe da Univates também será acompanhada por alunos da Universidade Estadual de Maringá (UEM). A maior parte do grupo desenvolverá suas atividades no centro da cidade, porém, alguns alunos percorrerão o interior do município de barco. Nesses locais, serão desenvolvidas oficinas sobre limpeza de caixas de água, finanças familiares, separação de resíduos e criação de hortas.

O grupo partirá de Lajeado no dia 5 de julho, em direção ao Aeroporto Internacional Salgado Filho. De Porto Alegre seguem direto a Belém. No dia 8, estarão em Curralinho e o retorno está programado para o dia 22 de julho. “É uma oportunidade de os acadêmicos vivenciarem na prática o trabalho em grupo, além de exporem o que estão aprendendo na academia”, diz a professora da Univates Dorli Schneider, que estará acompanhada do professor Rafael Rodrigo Eckhardt.

Os alunos que compõem a equipe da Univates são: Bruna Cristiana Jordan, de Arroio do Meio (Biomedicina), Cristiano Wildner, de Venâncio Aires (Jornalismo), Francieli Winck, de Arroio do Meio (Letras), Jeferson Schneider, de Estrela (Administração), Joana Beuren, de Venâncio Aires (Ciências Biológicas), Mariana Brandão, de Taquari (Psicologia), Roberta Karinne Mocva Kurek, de Guaporé (Engenharia Ambiental) e Ronei Tiago Stein, de Teutônia (Engenharia Ambiental).

 

Saiba mais:

O Projeto Rondon, que é coordenado pelo Ministério da Defesa, em parceria com as universidades, promove a integração social e envolve de maneira voluntária os estudantes universitários na busca de soluções que contribuam para o desenvolvimento sustentável de comunidades carentes e ampliem o bem-estar da população.

 

Laboratórios são diferenciais nos cursos das áreas da saúde e meio ambiente
Laboratórios são diferenciais nos cursos das áreas da saúde e meio ambiente

Laboratórios são diferenciais nos cursos das áreas da saúde e meio ambiente

Diversos cursos estão sendo oferecidos nas áreas da saúde e do meio ambiente no Vestibular de Inverno da Univates, que recebe inscrições até 18 de junho. As graduações são: Ciências Biológicas – bacharelado, Ciências Biológicas – licenciatura, Educação Física – bacharelado, Enfermagem, Nutrição e Tecnologia em Estética e Cosmética.

Curso de rápida formação e com mercado de trabalho promissor
Curso de rápida formação e com mercado de trabalho promissor

Curso de rápida formação e com mercado de trabalho promissor

O tempo de duração – em média três anos – e o mercado de trabalho promissor são destaques na graduação em Tecnologia em Logística, uma das opções de cursos do Vestibular de Inverno da Univates, que recebe inscrições até o dia 18 de junho.

O setor de logística é amplo e vai além do transporte de cargas. Atualmente, as empresas oferecem serviços integrados de gestão de estoque, transporte, armazenagem, consolidação e desconsolidação de cargas, por isso, o curso da Univates prepara o profissional para atuar na indústria, no comércio ou na área de serviços, como em planejamento de armazéns, distribuição e transporte, negociação com clientes, recebimento e armazenagem de materiais, entre outros.

Além disso, uma resolução aprovada pelo Conselho Regional de Administração (CRA) em 2011, permite que os profissionais formados por cursos tecnólogos possam obter registro no CRA, como é o caso do curso de Tecnologia em Logística. O coordenador do curso, Samuel Martim de Conto, explica que essa possibilidade representa ainda mais credibilidade à atuação profissional dos diplomados.

Outro diferencial do curso é a conferência de certificação progressiva, ou seja, à medida em que o aluno vai cursando blocos de disciplinas, ele recebe um certificado, atestando que está apto a trabalhar naquela determinada área. São três certificados e o diploma na conclusão do curso. A graduação é reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC), e recebeu um ótimo conceito: nota 4, numa escala que vai de 1 a 5.

As inscrições para o Vestibular de Inverno da Univates podem ser feitas pelo site www.univates.br/vestibular. Mais informações pelo telefone 0800 7 07 08 09 ou pelo e-mail vestibular@univates.br.

 

Saiba mais sobre o setor de Logística

Os problemas de infraestrutura e a falta de mão de obra qualificada são os principais gargalos do setor, que movimenta cerca de R$ 15 bilhões no mercado nacional ao ano.

O profissional administrativo em logística pode ser técnico (formação de nível médio), tecnólogo (nível superior) ou com MBA. Um técnico trata das questões operacionais e pode receber salários em torno de R$ 1 mil. O tecnólogo, que desenvolverá a parte tática da empresa, pode ter rendimentos de R$ 3 mil. Já o profissional com pós-graduação, MBA ou especialização em logística, fica responsável pela parte estratégica da corporação, e seu salário pode chegar próximo dos R$ 20 mil.

 

Texto: Ana Paula Vieira Labres

Aluna da Univates é selecionada para intercâmbio na Espanha
Aluna da Univates é selecionada para intercâmbio na Espanha

Aluna da Univates é selecionada para intercâmbio na Espanha

A estudante de Engenharia Ambiental da Univates Camila Elis Casaril foi pré-selecionada pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) para realizar intercâmbio de um ano na Espanha, por meio do Programa Ciência sem Fronteiras. Ela concorreu com nove mil brasileiros, que se inscreveram para as cerca de mil vagas disponíveis.