Notícias

23 de março de 2017 | imprensa@univates.br

Espaço multicultural, aprendizado conjunto

Estudantes de outros países têm aulas de Língua Portuguesa. - Ana Amélia Ritt 1/9
Um grupo em frente ao quadro ensina pronomes enquanto os outros alunos anotam e prestam atenção na explicação. “Mais devagar”, diz o jovem sentado enquanto a colega aponta para o quadro. “Anitta é a cantora de quem todos gostam”, repete em voz alta a estudante. A palavra “quem” está sublinhada. Pronome relativo. 
 
Esse é o cenário da sala 119 do Prédio 1 da Univates, onde o inglês, o espanhol e o português misturam-se na fala e na escrita. Com aulas durante todo o semestre, 29 intercambistas aprendem a Língua Portuguesa. As atividades são baseadas na interatividade e aplicadas em situações cotidianas. “Proponho aulas em que os estudantes possam ir atrás de informações e do conteúdo gramatical. Eles trazem frases, fazem apresentações… Há muito diálogo e brincadeira”, conta a professora, que também é estudante de Letras da Instituição, Marcela Fischer. “É muito rica essa interação entre países, tanto eu com os alunos como o contato entre o grupo”, afirma ao destacar a troca de costumes e culturas.
 
Colombianos, finlandeses, argentinos e suíços integram o grupo de alunos. O estudante de Administração de Empresas Joris Lucau (23) é de Genebra, na Suíça, mas conta que seus pais são angolanos. “Os dois falam Português, mas nunca me ensinaram. Eles ficaram muito felizes de eu estar aprendendo essa nova língua. Vir ao Brasil é um sonho para mim, eu gosto muito do país. Meu próximo destino é a Angola”, afirma pausadamente em Português. “As aulas ajudaram muito, porque posso falar com todo mundo na rua e na universidade”, declara. 
 
As aulas ocorrem duas vezes por semana e resultarão em certificado de 30 horas aos acadêmicos. Os colombianos Bryan Cuervo (21) e Oscar Ivan Chagueza Burgos (22) tinham interesse em conhecer o Brasil para aprender um novo idioma e para ampliar a visão do futuro profissional. “Tinha interesse em conhecer um novo idioma e observar as práticas esportivas do país. A cultura popular chama muito a minha atenção, como a capoeira”, explica Cuervo, estudante de Educação Física. “O Português não é tão fácil, algumas palavras são parecidas, mas a forma de escrever e falar é diferente. Apesar disso, os brasileiros são compreensíveis e nos ajudam muito”, comenta Burgos.
 
Wendy Ramos também é da Colômbia e cursa Administração de Empresas. A jovem de 24 anos afirma que compreende praticamente tudo em Português, mas que não sabe falar muito. “Desde o início das aulas até agora, evoluí. A fonética do Português é mais forte que o Espanhol”, ressalta.
 
O projeto “Português para Estrangeiros” existe desde 2006 e já atingiu mais de 200 estudantes de outros países. Além da cultura brasileira e de estudar disciplinas em cursos equivalentes aos que estudam no exterior, os intercambistas têm a oportunidade de conhecer uma nova língua de forma acadêmica e aplicá-la em seguida, do lado de fora da sala de aula.
 
Ficou interessado?
Estudantes da Univates que queiram fazer intercâmbio em 2017B podem se inscrever até o dia 25 de março, sábado. Neste semestre, a Univates oferece mais de 100 vagas para 36 instituições de 18 países. As inscrições devem ser realizadas aqui.
 
Texto: Ana Amélia Ritt

Notícias Relacionadas