Notícias

15 de fevereiro de 2017 | imprensa@univates.br

Intercambistas de cinco países integram quadro de alunos durante o semestre

As aulas dos cursos de graduação, sequenciais e técnicos começam nesta quinta-feira na Univates. Este é o momento que marca o início de uma nova experiência para alguns estudantes, como os calouros e os intercambistas. A quarta-feira, dia 15, foi de encontro para os 29 intercambistas que chegam à Instituição neste semestre. A atividade foi de integração e conhecimento da estrutura local.
 
Os acadêmicos são oriundos de cinco países, sendo eles Colômbia, Argentina, México, Suíça e Finlândia. Thomas Brignoni é estudante de Administração e surpreendeu os demais colegas intercambistas. O acadêmico vem da cidade de Genebra, na Suíça, e fala português fluentemente. “Minha mãe é brasileira, natural de Salvador, na Bahia. Então, ela falava português comigo em casa. Além disso, eu já vim várias vezes ao Brasil”, conta. 
 
Segundo ele, o interesse dos amigos em conhecer o Brasil e a infraestrutura da Instituição foram determinantes para a escolha do intercâmbio. “Meus dois amigos queriam tanto vir ao Brasil, então vim acompanhá-los. Além disso, vi que a infraestrutura da Univates era muito boa, por isso optei pelo Sul”, lembra Thomas. Quando questionado sobre as diferenças entre o Rio Grande do Sul e o Estado nordestino, ele brinca: “É quase outro país”.
 
Já Daniel Martínez veio da Universidade Uniminuto, da Colômbia, e é o primeiro intercambista cadeirante que a Univates recebe. Estudante de Jornalismo, Daniel garante que durante o período pretende aprender a falar a Língua Portuguesa. “Eu estudei a língua durante três meses antes e agora espero conseguir colocar em prática o aprendizado”, afirma.
 
Para ele, além da expectativa de ter uma nova experiência, havia também a necessidade de um campus adaptado conforme as normas de acessibilidade. “Eu vi que o campus da Univates era muito bonito e estava adaptado. Algumas colegas minhas que estavam aqui também me indicaram a Instituição e isso foi determinante para a minha vinda”, garante o estudante, salientando o apoio e a preocupação da Instituição com a sua vinda. “A Univates me mandou vários e-mails e perguntas antes da minha viagem para saber o que eu precisava, e quando cheguei estava tudo perfeito”.
 
Os estudantes permanecem na Instituição até o mês de julho. Alunos da Univates também podem fazer intercâmbio em cidades que tenham universidades conveniadas. Confira mais informações em www.univates.br/intercambio.
 
Texto: Artur Dullius
Clique para ampliar

Notícias Relacionadas