Curso de Medicina volta às aulas com novidades

Postado em 08/02/2018 11h17min e atualizado em 08/02/2018 11h29min

Por Ana Amélia Ritt

Nicole Morás

O internato médico integra os últimos dois anos do curso de Medicina e funciona como um Estágio Curricular Supervisionado Obrigatório (ECSO), oferecendo aos estudantes uma visão generalista da área. A Univates, pensando nessa fase de formação do aluno e consequentemente no melhor atendimento à comunidade, montou um espaço acadêmico no Hospital Bruno Born, de Lajeado.

O espaço é totalmente novo e possui salas de aula, salas de reunião, salas de discussão de casos, espaço administrativo, sala de convivência, cozinha, dormitórios e banheiros. Essa estrutura visa a atender às necessidades dos alunos para o seu melhor desempenho acadêmico
professor e coordenador do internato, José Welligton Alves dos Santos

Nicole Morás

Conforme Dos Santos, as atividades realizadas no período de internato consistem em vivências práticas de atendimento ao público, seguindo a rotina do serviço de saúde, com o acompanhamento de um médico, professor ou preceptor. “O internato tem por objetivo a aplicação dos conhecimentos adquiridos pelo aluno ao longo do curso em atendimentos supervisionados nas diversas áreas da Medicina, unindo teoria e prática, por meio da orientação de docentes”, explica o professor, que afirma que o doutorando - como é chamado o estudante nesse período - tem a oportunidade de evoluir seu entendimento da prática médica.

Entenda

O Hospital Bruno Born é um dos campos de prática do internato. Além desse, os estudantes de Medicina que estão na fase final do curso realizam práticas nos seguintes espaços:

Hospital Estrela – HE, de Estrela/RS
Hospital São José – HSJ, de Arroio do Meio/RS
Ambulatório de Especialidades Médicas - Centro Clínico Univates
Centro de Atendimento Materno-infantil – Cami - Centro Clínico Univates
Estratégia de Saúde da Família 1 e 2 do Bairro Montanha - Lajeado/RS

Para o segundo semestre do ano, novos campos de prática estão previstos, voltados aos módulos de Urgência e Emergência I, Saúde da Criança IV e Clínica Cirúrgica III.

Internato x Residência

Nicole Morás

O internato oferece aos estudantes do curso de Medicina uma visão generalista e um breve contato das diversas áreas da Medicina, como clínica médica, clínica cirúrgica, urgência e emergência, saúde da mulher, entre outras.

Já a residência é uma especialização lato sensu predominantemente prática na área de saúde. Nesta etapa, o profissional que busca uma residência, geralmente vinculada a uma escola médica ou hospital, opta por uma área com a qual tenha afinidade.

O professor explica que o processo de seleção para as residências geralmente é composto por provas, entrevistas e análise de currículo. “A realização de uma residência leva cerca de três anos, podendo chegar a quatro anos. Esse período permite que o estudante tenha amplo conhecimento de uma área mais específica, como cardiologia, dermatologia, oftalmologia, entre tantas outras. Após a conclusão, o profissional recebe o título de especialista”, explica Dos Santos.

Saiba mais

A realização do internato está amparada legalmente na Resolução CNE/CES 3/2014. Conforme disposto no Diário Oficial da União, Brasília, 23 de junho de 2014 – Seção 1 – artigo 24: “A formação em Medicina incluirá, como etapa integrante da graduação, estágio curricular obrigatório de formação em serviço, em regime de internato, sob supervisão, em serviços próprios, conveniados ou em regime de parcerias estabelecidas por meio de Contrato Organizativo da Ação Pública Ensino-Saúde com as Secretarias Municipais e Estaduais de Saúde, conforme previsto no art. 12 da Lei nº 12.871, de 22 de outubro de 2013”.